Romero fala sobre companheirismo e aprendizado com jogadores do Timão

Romero fala sobre companheirismo e aprendizado com jogadores do Timão

Por Meu Timão

5.2 mil visualizações 95 comentários Comunicar erro

Vagner Love é um dos exemplos para Romero no Timão

Vagner Love é um dos exemplos para Romero no Timão

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Ángel Romero fez o primeiro gol do Corinthians no Campeonato Brasileiro, e coroou a campanha vitoriosa com dois gols na vitória elástica diante do São Paulo. No Timão desde 2014, só então o atacante passa a ter mais notoriedade com a maioria dos torcedores.

Dentro do clube, porém, a relação com os companheiros sempre foi próspera. Assim, Romero revelou quem são os mais próximos do elenco alvinegro, aqueles que o ajudaram em sua adaptação ao Corinthians e ao Brasil.

"Estou na concentração com Vagner Love, Elias e Renato Augusto. O Vagner, por exemplo, é um cara que me ajudou muito aqui quando chegou, porque jogamos na mesma posição, é um cara muito experiente, fala muito comigo. Me fala como tenho que ficar no campo... Me ajuda muito. O Felipe também, ele vai na minha casa. Quando eu não tinha carro ele me dava carona. Todo mundo está sempre me ajudando. Moro muito perto do Felipe. O Ralf também mora perto, então também me dava carona. Muito importante, porque assim você também se adapta. Se você não falar com ninguém e ninguém falar com você, fica difícil", contou Romero, em entrevista ao jornal LANCE!.

O companheiro de posição, Vagner Love, inclusive, já era conhecido pelo jovem paraguaio antes mesmo de chegar ao Parque São Jorge.

"Já tinha ouvido falar muito nele, porque ele jogou na Seleção Brasileira. Ele é muito conhecido no Paraguai. Lembro um jogo que ele fez lá jogando pelo Flamengo, jogo contra o Olímpia, no Paraguai. Ele usava tranças azuis e vermelhas. E todo mundo ficava olhando e perguntando "Quem é esse?". É o Vagner Love. O sobrenome Love também é fácil de lembrar. É um grande jogador", disse o atacante, relembrando o jogo válido pela Libertadores de 2012.

Atualmente, treinando ao lado dem quem já assistia jogar, mas apenas de longe, Romero vê o camisa 99 do Timão com admiração e humildade para poder aprender.

"No começo, eu não acreditava. Eu assistia aos jogos dele na televisão e agora estou jogando com ele. Ele é um cara muito humilde, que sempre me ajuda. O Guerrero também, concentrava com ele e outro dia via ele jogando pelo Peru. São pessoas experientes. É como Danilo, Ralf, que têm histórias impressionantes aqui no Corinthians. São caras que você tem que escutar. Você precisa aprender com essas pessoas, por isso têm os títulos que têm", finalizou.

Veja Mais:

  • Estudioso, Loss começa sua trajetória como treinador do Corinthians nesta quinta-feira

    Títulos na base e evolução como auxiliar: conheça Osmar Loss, o novo técnico do Corinthians

    ver detalhes
  • Andrés Sanchez exaltou força da estrutura montada no Corinthians há dez anos

    Andrés Sanchez manda recado à Fiel após saída de Carille: 'Vamos comprovar nossa estrutura'

    ver detalhes
  • Carlos Alberto Silva, em 1991, o último a trocar o Corinthians por outro clube

    Corinthians não perdia treinador para outro clube há 27 anos; dezenas trabalharam desde então

    ver detalhes
  • Fábio Carille exibe a taça de heptacampeão brasileiro; treinador seguirá carreira na Ásia

    Fábio Carille deixa Corinthians e acerta com Al-Wehda, da Arábia Saudita

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes