O lado ruim: Cinco quedas e o fantasma do mata-mata da Arena

O lado ruim: Cinco quedas e o fantasma do mata-mata da Arena

Por Lucas Mariano

2.0 mil visualizações 94 comentários Comunicar erro

Aliada do Timão, Arena não reserva apenas boas lembranças

Aliada do Timão, Arena não reserva apenas boas lembranças

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

A Arena Corinthians completa dois anos de sua primeira partida oficial nesta quarta-feira, dia 18. Por isso, o Meu Timão preparou uma série de matérias especiais sobre a casa alvinegra. Nesta daqui, relembramos as decisões já enfrentadas dentro do estádio.

A força do Timão na Arena Corinthians é incontestável e pode ser comprovada ao fazer uma análise dos números do time jogando em seu estádio. No entanto, ainda há um histórico negativo que incomoda o clube: o fantasma do mata-mata.

Nos dois anos, recheado de momentos marcantes, desde que sua tão sonhada casa foi inaugurada, o Corinthians não teve desempenho satisfatório em torneios disputados no formato de mata-mata. O único grande sucesso do clube foi no pontos corridos, no Campeonato Brasileiro de 2015, no qual a Arena foi a aliada do Timão na conquista do hexa.

Desde a estreia, no dia 18 de maio de 2014, até o último confronto, no dia 15 de maio de 2016, foram disputados 68 jogos na Arena. Ao total, foram apenas quatro derrotas. Apenas um desses revés se refere a competições de mata-mata, já que em outras ocasiões o clube acabou eliminado mesmo sem perder.

A possível “pressão” em jogos desse tipo foi questionada às vésperas do segundo confronto decisivo contra o Nacional, pelas oitavas de final da Copa Libertadores deste ano. Vindo de uma eliminação para o Audax no Campeonato Paulista, Elias considerou que as quedas recentes eram um “fantasma do futebol” que não deveria ser levado para dentro de campo.

No entanto, o fantasma voltou à Itaquera e o Corinthians, pela segunda vez consecutiva, caiu nas oitavas do torneio continental. Diante de um histórico negativo do clube do Parque São Jorge em competições nesse formato, o Meu Timão relembra o histórico da Arena em todas as competições.

Copa do Brasil – 2014

A disputa da Copa do Brasil em 2014 comprova que o “fantasma” não existe desde a inauguração do estádio. Isso porque na disputa daquela edição do torneio o Corinthians não perdeu em casa.

Depois de duas vitórias fora de seus domínios, o Corinthians venceu o Bahia por 3 a 0 no primeiro jogo da competição em seu estádio – e o quarto da história da Arena. Depois o time ainda perdeu fora de casa por 1 a 0, mas avançou às oitavas de final.

Vindo de um resultado negativo do primeiro confronto contra o Bragantino (1 a 0), o Timão conseguiu reverter o placar e, com uma vitória por 3 a 0, se classificou às quartas de final. Classificada, a equipe de Mano Menezes deu um ótimo passo à semi ao vencer o Atlético-MG, em casa, por 2 a 0, porém acabou sendo derrotada por 4 a 1 no jogo de volta e foi eliminada.

Portanto, naquela edição do torneio, o Corinthians fez três jogos na Arena e somou três vitórias.

Campeonato Paulista – 2015

Foi no Campeonato Paulista de 2015 que o Corinthians teve sua primeira grande decepção em seu estádio. Praticamente “imbatível” na Arena, o clube, que só tinha perdido na estreia, 11 meses atrás, encarou o Palmeiras, pela semifinal do torneio.

Apesar de continuar sem perder e aumentar a série invicta, o Timão perdeu nos pênaltis e deu adeus à competição, caindo pela primeira vez em Itaquera.

A queda não incomodou só por ser para um rival, mas principalmente devido à campanha do Corinthians no Paulistão. Melhor equipe da primeira fase, o time de Tite deixou o torneio sem sofrer sequer uma derrota.

Copa Libertadores – 2015

A eliminação do Paulista ainda estava recente, mas pouco tempo depois o Timão teve de encarar outra queda. Apontado como favorito, o Corinthians foi surpreendido ao perder para o Guaraní por 2 a 0, no Paraguai, no jogo de ida. Tendo a obrigação de vencer por três gols para manter vivo o sonho do bicampeonato, a equipe novamente fracassou e foi derrotada por 1 a 0.

Além de eliminar o Corinthians, o resultado também acabou com a invencibilidade que estava prestes a completar um ano. Antes da segunda derrota para os paraguaios, no dia 13 de maio de 2015, o único revés corinthiano havia sido na estreia do estádio, contra o Figueirense, no dia 18 de maio de 2014.

Copa do Brasil – 2015

Eliminado da Copa Libertadores, o Corinthians ganhou vaga na Copa do Brasil diretamente nas oitavas de final. Tendo que enfrentar o Santos após sorteio da CBF, o clube do Parque São Jorge perdeu por 2 a 0 na Vila Belmiro e, no jogo de volta, na Arena Corinthians, acabou derrotado por 2 a 1.

O jogo, disputado no dia 26 de agosto de 2015, foi justamente o último que o Corinthians perdeu em seu estádio. Desde lá, a equipe não sabe o que é perder e acumula 19 vitórias e cinco empates.

Campeonato Brasileiro – 2015

A redenção!

Fora da Copa do Brasil, o Corinthians tinha como “consolo” a liderança do Campeonato Brasileiro. No torneio de pontos corridos, a Arena foi a grande aliada da equipe do Parque São Jorge.

Dos 18 jogos disputados no estádio corinthiano, Tite e seus comandados somaram 15 vitórias, dois empates e apenas uma derrota, o que representa aproveitamento de 85,18%.O hexacampeonato foi conquistado após empate contra o Vasco, no dia 20 de novembro, em São Januário, no Rio de Janeiro.

Na festa de recebimento do troféu, na Arena, o resultado não poderia ser melhor: goleada histórica por 6 a 1 contra o São Paulo, com um time misto.

Campeonato Paulista – 2016

Mais uma vez, o Corinthians liderou a primeira fase do Campeonato Paulista e avançou à fase de mata-mata, que também apresentou coincidências

Depois de vencer o Red Bull Brasil por 4 a 0 e empolgar, a equipe não conseguiu manter o mesmo desempenho e acabou surpreendida pelo Osasco Audax, que, após empate por 2 a 2 no tempo regulamentar, venceu nos pênaltis.

Copa Libertadores – 2016

Para torcida, jogadores e comissão técnica, infelizmente não foi só o Campeonato Paulista que ficou marcado pelas coincidências. Em 2016, o Timão avançou às oitavas de final da Libertadores após ter campanha idêntica à de 2015 na fase de grupos: líder da sua chave com 13 pontos (quatro vitórias, um empate e uma derrota).

Na fase de mata-mata, no entanto, a situação era diferente. Do outro lado do confronto não estava um time de “pouca expressão” como o Guaraní, mas o Nacional (URU), tricampeão do torneio.

No primeiro jogo, em Montevidéu, o Corinthians empatou sem gols e, para muitos, o resultado era visto como “bom”. Tite, porém fez o alerta que comemoraria só se tivesse empatado com gols, o que o Corinthians não fez e resultou na sua eliminação.

Na Arena, diante do maior número de torcedores em 2016, o Corinthians empatou por 2 a 2 e foi eliminado da competição novamente nas oitavas, representando a quinta queda em torneios de mata-mata em seu estádio.

Veja Mais:

  • Renan Areias (no centro) está no Corinthians desde os seis anos de idade

    Corinthians empresta capitão do Sub-20 para o Red Bull Brasil

    ver detalhes
  • Fessin já marcou três gols pelo Corinthians no Paulista Sub-20

    Fessin marca, Corinthians vence no Paulista Sub-20 e diminui distância para rival

    ver detalhes
  • Corinthians fechou a primeira fase na liderança e invicto no Paulista Feminino

    Corinthians vence Portuguesa e fecha primeira fase do Paulista Feminino líder invicto

    ver detalhes
  • Dupla treinou junta neste sábado na Ucrânia

    Dentinho publica foto treinando com Maycon, recém-chegado ao Shakhtar Donetsk

    ver detalhes

E para você, torcedor: como eliminar esse retrospecto dentro da Arena?

  • 1000 caracteres restantes