Casagrande vê corinthiano Jô pronto para voltar à Seleção: 'Ano sensacional!'

1.9 mil visualizações 41 comentários Comunicar erro

Por Meu Timão

Jô soma 18 gols pelo Corinthians neste Brasileirão

Jô soma 18 gols pelo Corinthians neste Brasileirão

Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

Um dos principais nomes do campeão Corinthians em 2017 e atual artilheiro do Campeonato Brasileiro, Jô sonha em voltar a vestir a camisa da Seleção Brasileira. E, ao menos na opinião de Walter Casagrande, ex-atacante e hoje comentarista da TV Globo, tal desejo está próximo de ser realizado.

Em participação no programa Troca de Passes, Casagrande disse que Jô merece ser convocado para a Seleção e, assim, ser testado às vésperas da Copa do Mundo da Rússia, em 2018. De acordo com o ex-jogador, o goleador corinthiano tem demonstrado comprometimento ímpar não só com o clube mas com a própria carreira.

“Pelo primeiro semestre percebi que o Jô estava um cara profissional, concentrado, determinado, não a ir para a Seleção Brasileira, mas a jogar futebol. Ele veio desacreditado para o Corinthians, com um passado de noitadas, essas coisas todas, não faz mais isso. O ano dele está sensacional”, afirmou Casagrande.

“O Tite está buscando um centroavante de área, ele já jogou uma Copa do Mundo, não iria se assustar com o tamanho do evento, acho que deveria ser testado. Não é campanha, até porque o Tite não precisa”, acrescentou o comentarista.

Leia também:
Jô trava disputa com meia de rival na votação do Craque da Galera do Brasileirão; veja como votar
Um por todos, todos por Jô: Corinthians tem última missão no Brasileirão-2017

Casagrande lembrou que Tite ainda não tem definida a posição de reserva de Gabriel Jesus. Nas últimas convocações, o posto esteve com Roberto Firmino, do Liverpool. Até por isso, Jô tem condições de fazer bonito novamente com a Amarelinha.

“(...) Para mim, o Jô é ‘mais’ jogador que o Firmino. Dentro de uma partida de futebol, esse Jô que está jogando o Campeonato Brasileiro faz mais coisas que o Firmino”, frisou, antes de recordar o período em que defendeu o Brasil dentro de campo.

“Quando eu ia para a Seleção, a concorrência era muito grande, tinha Reinaldo, Careca, Nunes, Roberto Dinamite... a gente sempre era convocado. Só perdi a vaga na Copa porque estava mal mesmo. Nos anos anteriores eu ganhava a posição porque fazia mais coisa dentro do jogo, saía para marcar, abria na esquerda, na direita. O Careca excepcional, um dos melhores atacantes do mundo, o Reinaldo também, mas eram mais centroavantes. Às vezes, o treinador preferia que eu jogasse porque eu fazia mais funções dentro da partida. E o Jô faz isso.”

Atuando pela Seleção, Jô foi campeão da Copa das Confederações de 2013 e semifinalista da Copa do Mundo do Brasil, em 2014.

Veja mais em: , Tite e Corinthianos na Seleção.

Veja Mais:

  • Ralf volta ao plantel do Timão para o jogo desta quarta-feira

    Com três retornos, Corinthians confirma lista de relacionados contra o Goiás; veja provável time

    ver detalhes
  • Corinthians não tomou conhecimento do adversário e garantiu mais um título estadual

    Corinthians goleia Magnus fora de casa e garante título do Campeonato Paulista de Futsal

    ver detalhes
  • Treinador português corre risco de demissão no Monaco

    Possível interesse do Corinthians em técnico do Monaco repercute na Europa

    ver detalhes
  • Arena compete com outros sete estádios pela honraria de sediar a final continental

    Conmebol confirma Arena Corinthians como candidata para sediar final da Libertadores de 2020

    ver detalhes
  • Timão perdeu a primeira pelo NBB

    Corinthians perde para São Paulo em noite de atuação apática na estreia do NBB

    ver detalhes
  • Casagrande rebateu as entrevistas concedidas pelo treinador

    Casagrande culpa Carille por deficiências do elenco citadas pelo técnico: 'Má escolha dele'

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: