Andrés, sobre compra de votos às vésperas da eleição: 'É bom para o Corinthians'

5.8 mil visualizações 85 comentários Comunicar erro

Por Meu Timão

Andrés é candidato da situação para eleição de fevereiro de 2018

Andrés é candidato da situação para eleição de fevereiro de 2018

Rodrigo Vessoni/Meu Timão

Candidato da situação à presidência do Corinthians, Andrés Sanchez opinou sobre a polêmica que efervesceu os bastidores do Parque São Jorge no fim de semana: a regularização de sócios inadimplentes por parte de pessoas ligadas ao conselheiro Paulo Garcia em troca de votos na eleição. Para o ex-presidente, tal prática é comum no clube e não configura crime contra a democracia.

“Entra grana no clube. Sempre foi feito isso, pois começa o verão e muita gente quer entrar. É assim há 107 anos”, afirmou Andrés em fala reproduzida pelo portal Globoesporte.com.

Em áudio obtido pela reportagem do Meu Timão no domingo, o secretário geral do Corinthians, Antônio Jorge Rachid Júnior, garante ser possível regularizar os sócios que estão em situação de inadimplência em troca de votos na eleição que acontecerá no próximo dia 3 de fevereiro, tanto para presidente quanto para o Conselho Deliberativo.

“Então é o seguinte: se algum de vocês, na relação de votos, tem alguns inadimplentes, que com certeza votarão na nossa chapa, eu vou ficar no clube lá até mais ou menos umas duas horas. Deve terminar lá pelas quatro, não sei, para tentar colocar alguém em dia. Quem achar que isso vale a pena. Mas com certeza de voto, né? Porque não vão pagar para os outros votar (sic) em inimigo, não é verdade?”, diz Rachid Júnior.

O áudio gravado pelo secretário diz respeito à possível candidatura de Paulo Garcia. O conselheiro, que possui influência entre a oposição no Parque São Jorge, garante não ter se decidido ainda se será o quinto candidato à cadeira de presidente.

Para Andrés, que diz não ter arcado com débitos de nenhum associado do Corinthians, a permuta é benéfica ao clube. “Quem regularizou isso foram membros das chapas, eu não paguei para ninguém e não pagarei. Mas isso é legítimo, é bom para o clube, só isso. Não tenho nada contra pagar”, opinou o deputado federal (PT-SP).

Leia também:
Oposição desde sempre, Romeu Tuma Jr. fala ao Meu Timão: 'Não faço promessas, assumo compromissos'
Trunfo de Andrés Sanchez, Ronaldo ainda não tem função definida em caso de eleição

Desde a última sexta-feira, o Corinthians tem oferecido aos seus sócios desconto de 50% na taxa de reativação do titulo. Ainda segundo Sanchez, a troca proposta por Rachid Júnior não garante votos:

“Na época do (ex-presidente Alberto) Dualib, era anistia. Agora dão desconto. Quando fui candidato pela primeira vez, nas urnas da anistia, que o Rachid e o Dualib fizeram, eu ganhei. Não é porque você paga que o cara vota em quem você mandar, pois o voto é secreto.”

Veja mais em: Eleições no Corinthians, Andrés Sanchez, Parque São Jorge e Presidentes.

Veja Mais:

  • Janderson e Gustavo marcaram para o Timão

    Corinthians toma a virada, mas marca de pênalti no fim e empata com o Goiás

    ver detalhes
  • Garoto foi quem mais agradou Fiel na noite desta quarta-feira

    Fiel elege Janderson como craque do Corinthians em empate contra o Goiás; lateral é o pior

    ver detalhes
  • Méndez foi um dos jovens que agradou a Fiel no Serra Dourada

    Opiniões divididas sobre Carille e elogios para jovens titulares: Fiel repercute empate do Timão

    ver detalhes
  • Cássio foi amarelado ao atingir Barcia com um chute depois de sofrer falta

    Corinthians perde dupla titular absoluta para a próxima rodada do Brasileiro

    ver detalhes
  • Time de Fábio Carille se manteve na quarta colocação do Campeonato Brasileiro

    Com empate em Goiás e derrotas de concorrentes, Corinthians se mantém no G4 do Brasileirão

    ver detalhes
  • Corinthians teve novidades e mostrou coisas boas no Serra Dourada

    Análise: Corinthians 'perde' melhor defesa, mas mostra que sabe jogar sem medo

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: