Comissão define legitimidade de mais de 800 sócios e eleição do Corinthians pode ir parar na Justiça

2.0 mil visualizações 30 comentários Comunicar erro

Mais de 800 sócios aproveitaram desconto para quitar dívidas no Parque São Jorge

Mais de 800 sócios aproveitaram desconto para quitar dívidas no Parque São Jorge

Divulgação / Corinthians

A Comissão Eleitoral do Corinthians prometeu aos candidatos à presidência uma decisão ainda nesta quinta-feira sobre a legitimidade dos associados do Parque São Jorge que aproveitaram o desconto do último final de semana para quitar suas pendências. Cerca de 850 sócios utilizaram a oportunidade com o perdão de 50% da dívida.

A questão agora é se essas pessoas estarão aptas para votar na eleição de fevereiro. Miguel Marques e Silva, presidente, Ivo de Almeida, Dalton Gioia, Flávio Faloppa e Manoel Félix Cintra Neto serão os responsáveis pela definição da dúvida que ferve o ambiente nas alamedas do Parque São Jorge. A expectativa é que a resolução seja publicada no site oficial do clube por volta das 17h.

Leia também:
Ao Meu Timão, Andrés Sanchez detalha tentativa de vencer a quinta eleição seguida no Corinthians
Terceira via na eleição do Corinthians, Felipe Ezabella fala ao Meu Timão dos planos e objetivos

A reportagem do Meu Timão apurou que, caso a Comissão Eleitoral do Corinthians aceite os 850 associados como aptos a votarem no dia 3 de fevereiro, a eleição alvinegra vai parar na Justiça. Ao menos um dos candidatos confirmou que levará o caso à esfera judicial, repetindo o que ocorreu recentemente com o Vasco da Gama.

O assunto ganhou o noticiário no último domingo quando houve o vazamento de um áudio do secretário geral do Corinthians, Antônio Jorge Rachid Júnior, na qual o mesmo confirmava que era possível quitar as dívidas com o clube com apenas 50% do valor total.

Leia também:
Protagonismo no Brasil, base 100% do clube, Arena Corinthians... Citadini fala ao Meu Timão
Oposição desde sempre, Romeu Tuma Jr. fala ao Meu Timão: 'Não faço promessas, assumo compromissos'

De acordo com o artigo 44 do estatuto do Corinthians, "é proibido qualquer anistia financeira para associados a partir de 12 meses antes da eleição". E será com base nesse artigo que os candidatos de oposição entrarão na Justiça em caso de aval da Comissão Eleitoral nesta quinta-feira.

Veja mais em: Eleições no Corinthians.

Veja Mais:

  • Ralf volta ao plantel do Timão para o jogo desta quarta-feira

    Com três retornos, Corinthians confirma lista de relacionados contra o Goiás; veja provável time

    ver detalhes
  • Corinthians não tomou conhecimento do adversário e garantiu mais um título estadual

    Corinthians goleia Magnus fora de casa e garante título do Campeonato Paulista de Futsal

    ver detalhes
  • Treinador português corre risco de demissão no Monaco

    Possível interesse do Corinthians em técnico do Monaco repercute na Europa

    ver detalhes
  • Arena compete com outros sete estádios pela honraria de sediar a final continental

    Conmebol confirma Arena Corinthians como candidata para sediar final da Libertadores de 2020

    ver detalhes
  • Timão perdeu a primeira pelo NBB

    Corinthians perde para São Paulo em noite de atuação apática na estreia do NBB

    ver detalhes
  • Casagrande rebateu as entrevistas concedidas pelo treinador

    Casagrande culpa Carille por deficiências do elenco citadas pelo técnico: 'Má escolha dele'

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: