Para organizar contas, Corinthians 'freia' pagamento de dívidas da antiga gestão

Para organizar contas, Corinthians 'freia' pagamento de dívidas da antiga gestão

Por Meu Timão

7.2 mil visualizações 106 comentários Comunicar erro

Gestão de Andrés freou pagamento de dívidas da era Roberto de Andrade

Gestão de Andrés freou pagamento de dívidas da era Roberto de Andrade

Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

A gestão de Roberto de Andrade acabou no último sábado, com a reeleição de Andrés Sanchez. Apesar de ter chegado ao fim, o último mandato deixou algumas dívidas para o Corinthians. As pendências, no entanto, não são tratadas como prioridade pelo novo presidente. Querendo "arrumar a casa", o Timão deve retomar os pagamentos em breve.

Diante da intenção de organizar outras coisas primeiro, alguns credores já foram avisados pelo clube que o acerto das dívidas está suspenso até que o departamento financeiro se estabilize. A diretoria alvinegra pede paciência e que processos no judiciário sejam evitados. A informação foi confirmada pelo UOL Esporte com clubes e agentes de jogadores.

Leia também:
Ao ser perguntado sobre o Corinthians, astro chileno se anima: 'Como não conhecer?'
Corinthians perde ação e terá que desembolsar quantia milionária para ex-zagueiro
Reforço do Corinthians, Alline Calandrini valoriza projeto, fala de reality show e revela sonho

A decisão, então, trava um processo que vinha ganhando bastante atenção na reta final da gestão de Roberto de Andrade. Acionado na justiça inúmeras vezes em 2017, o Timão já tinha quitado metade das pendências nos últimos meses.

Um dos motivos do pagamento foi a venda do centroavante Jô. Assim que o negócio foi concretizado, o ex-presidente alvinegro deixou claro que parte da verba arrecadada seria para quitar dívidas. Além do dinheiro na transferência do camisa 7, parte da renovação de contrato com a Nike também foi destinada às pendências financeiras.

Primeiro problema - Apesar da vontade de pausar o processo de quitação das dívidas, a nova gestão já tem um problema. Nesta semana, o ex-zagueiro Chicão ganhou uma ação do clube, que terá de desembolsar entre R$ 1,5 milhão e R$ 2 milhões por direitos de arena.

Veja mais em: Andrés Sanchez, Roberto de Andrade e Diretoria do Corinthians.

Veja Mais:

  • Uendel, um dos alvos do Corinthians, tem 30 anos; 11 a mais que o atual titular Carlos Augusto

    Corinthians aumenta 'filtro de idade' em buscas indicadas por Carille no mercado da bola

    ver detalhes
  • Memórias do Japão

    [Rafael Castilho] Memórias do Japão

    ver detalhes
  • Carille retornou da Arábia Saudita para assumir o Corinthians em 2019

    Com festa da Fiel, Carille desembarca no Brasil e fala pela primeira vez sobre retorno ao Timão

    ver detalhes
  • Carille explicou perfil de contratações indicadas à direção alvinegra

    Sem estrelas: Carille traça perfil de contratações do Corinthians e rasga elogios a Ramiro

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes