Ídolo do Corinthians, Zenon comemora aniversário neste sábado

Ídolo do Corinthians, Zenon comemora aniversário neste sábado

Por Meu Timão

1.1 mil visualizações 42 comentários Comunicar erro

Zenon foi um dos principais jogadores do Corinthians na década de 80

Zenon foi um dos principais jogadores do Corinthians na década de 80

Divulgação / Corinthians

Neste sábado, dia 31 de março, um dos maiores jogadores do Corinthians na década de 80 apaga mais uma velinha. Trata-se do ex-meia Zenon, ídolo no clube alvinegro, que completa 64 anos de idade. Dono de um dos bigodes mais famosos do futebol, o ex-boleiro é lembrado até hoje pela sua incomparável capacidade de organizar jogadas.

Natural de Tubarão, em Santa Catarina, Zenon de Sousa Farias iniciou sua carreira no futebol com a camisa do Avaí. A maestria do meio-campista com a bola não demorou a chamar atenção de outras equipes. Com isso, após ajudar o time de Florianópolis a erguer dois campeonatos estaduais, em 1973 e 1975, o jogador foi contratado pelo Guarani.

Na equipe de Campinas, Zenon fez história ao conquistar o título do Campeonato Brasileiro de 1978 - o único da agremiação. O armador permaneceu em Campinas por cinco temporadas, até ser contratado pelo Al-Ahli, da Arábia Saudita. A experiência no continente asiático não durou o esperado, e o meia logo retornou ao Brasil.

Leia também:
Corinthians recebe Palmeiras na Arena para tentar encaminhar bicampeonato paulista
Trio do Corinthians aparece em lista de melhores jogadores do mundo na atualidade

As portas para o Parque São Jorge foram abertas por Vicente Matheus, presidente do Corinthians em 1981, que viajou ao Oriente Médio para acertar com o jogador. Na equipe alvinegra, Zenon se juntos a nomes como Sócrates, Walter Casagrande, Biro-Biro e Wladimir. O jogador foi camisa 10 no elenco do Timão durante a Democracia Corinthiana, movimento que defendia a participação dos atletas na política do clube.

Pelo Corinthians, Zenon disputou 304 partidas, marcou 59 gols e conquistou o bicampeonato paulista em 1982 e 1983. Na decisão do segundo, inclusive, deu assistência de calcanhar para Sócrates sacramentar o triunfo alvinegro. O meio campista permaneceu na equipe alvinegra até 1985, rumo ao Atlético-MG.

Atualmente reside em Campinas, trabalha como comentarista esportivo, promove e atua em amistosos da Seleção Brasileira e Corinthians Masters.

Veja mais em: Ídolos do Corinthians.

Veja Mais:

  • Douglas vai defender as cores do Bahia até dezembro de 2019

    Sem conseguir se firmar no Corinthians, Douglas é anunciado como reforço do Bahia

    ver detalhes
  • Arena Corinthians recebe jogo entre Timão e São Caetano neste domingo

    Raridade no Paulistão-2019, estreia do Corinthians terá transmissão na TV aberta

    ver detalhes
  • Corinthians de Carille, Gustagol & cia. entra em campo neste domingo contra o São Caetano

    Novidade na escalação e Boselli VIP: Corinthians de Carille estreia neste domingo no Paulistão

    ver detalhes
  • Cássio permaneceu, enquanto Balbuena e Kazim deixaram o Parque São Jorge depois do bi estadual

    De Cássio a Kazim: onde estão os corinthianos que iniciaram campanha do bicampeonato paulista

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes