Corinthians marca no fim, vence Chapecoense e está na semifinal da Copa do Brasil

Corinthians Corinthians 1 x 0 Chapecoense Chapecoense

Copa do Brasil 2018

Corinthians marca no fim, vence Chapecoense e está na semifinal da Copa do Brasil

30 mil visualizações 565 comentários Comunicar erro

Jogadores comemoram com Jadson gol do Timão na Arena Condá

Jogadores comemoram com Jadson gol do Timão na Arena Condá

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

O sentimento é de alegria, mas também de alívio!

Irregular no Brasileirão, o Corinthians está classificado para as semifinais da Copa do Brasil de 2018. A equipe de Osmar Loss derrotou a Chapecoense por 1 a 0 na noite desta quarta-feira, na Arena Condá, em Chapecó. Como havia vencido pelo placar mínimo na Arena Corinthians, conquistou a vaga entre os quatro melhores do torneio nacional.

Em suma: as atuações de ambos os times não encheram os olhos de suas respectivas torcidas. Melhor para a Fiel, já que o Corinthians fizera a lição de casa no último dia 1º, viu Jadson marcar de falta nesta quarta e levar o clube à próxima fase.

Ensina, Magic!

O único gol surgiu a poucos minutos do apito final, aos 38 do segundo tempo. Em bela cobrança de falta, Jadson acertou o ângulo esquerdo de Jandrei e deu números finais ao confronto: classificação assegurada!

Para o duelo, Loss escalou o Corinthians com o que tinha de melhor. A única baixa foi Pedrinho, que chegou a ser anunciado na escalação, mas sentiu dores no tornozelo direito no aquecimento, a instantes do início do jogo, e se tornou desfalque. O jovem alagoano deu lugar ao veterano Emerson Sheik.

O Timão começou o embate em Santa Catarina com: Cássio; Fagner (capitão), Pedro Henrique, Henrique e Danilo Avelar; Gabriel e Douglas; Romero, Jadson e Clayson; Emerson Sheik.

Escalação Corinthians x Chapecoense

Meu Timão

Já a Chapecoense, comandada por Guto Ferreira, subiu a campo com a seguinte formação: Jandrei; Eduardo, Rafael Thyere, Douglas e Bruno Pacheco; Márcio Araújo, Amaral, Bruno Silva e Yann Rolim; Canteros e Wellington Paulista.

'Clássico das Multidões'

O Timão já sabe quem enfrenta nas semis do torneio mata-mata: o Flamengo, que eliminou o Grêmio nas quartas de final. As datas, locais e horários ainda serão confirmados pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Anote aí! – Os comandados de Loss voltam a campo já no sábado. De volta à Arena Corinthians, em Itaquera, encaram o Grêmio, às 19h em partida válida pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O jogo!

Corinthians e Chapecoense travaram um duelo morno nos primeiros 20 minutos. De um lado, uma equipe que vinha de duas derrotas consecutivas e pressionada a confirmar a classificação longe de seus domínios; do outro, um time embalado pela vitória de domingo passado (sobre o mesmo Timão, pelo Brasileiro) e por sua torcida, que comparecia em peso à Arena Condá.

O lance mais importante da primeira etapa ocorreria aos 26 minutos. Após falta para lá de questionável, Canteros levantou na área e serviu Rafael Thyere. O zagueiro bateu de primeira, de chapa, e viu a bola resvalar no travessão e ultrapassar a linha do gol. Thyere, porém, estava em posição irregular e logo teve o gol corretamente anulado pelo árbitro Leandro Pedro Vuaden que, instruído pelo árbitro de vídeo, sequer chegou a rever a jogada no visor posicionado à beira do campo.

Juiz gaúcho Leandro Vuaden invalidou gol irregular da Chapecoense

Juiz gaúcho Leandro Vuaden invalidou gol irregular da Chapecoense

Reprodução/TV Globo

Embora a atuação do Corinthians estivesse longe das melhores, havia um destaque negativo: Clayson. O atacante errou praticamente tudo que tentou em termos ofensivos e não conseguiu dar velocidade ao Timão pela ponta esquerda durante a etapa inicial. Ainda assim, ao menos voltava para auxiliar Danilo Avelar na marcação.

O Corinthians de Osmar Loss melhorou técnica e taticamente nos 15 minutos finais, com direito a triangulações dos homens de frente. Jadson, então discreto, obrigou Jandrei a trabalhar ao finalizar de fora da área. Mas o placar não saiu do zero, o que indicava um segundo tempo bastante movimentado em Chapecó.

Clayson teve desempenho apático no primeiro tempo

Clayson teve desempenho apático no primeiro tempo

Reprodução/TV Globo

A equipe alvinegra criou sua primeira oportunidade no período complementar aos oito minutos, em boa jogada organizada por Romero: o atacante paraguaio recebeu na direita e passou em profundidade para Fagner, que avançou livre e cruzou rasteiro para Sheik. De primeira, o atacante bateu mascado e assustou Jandrei antes de se perder pela linha de fundo.

À medida que o tempo passava, o número de combates dentro de campo crescia. O Corinthians, apesar do desempenho pragmático, não fugia das divididas e demonstrava entrega (de sobra!) na Arena Condá. Mas faltava futebol...

Aos 24 minutos, Clayson produziria sua melhor chance. Ele recebeu em frente à área e arriscou de longe, tirando tinta da trave direita da Chapecoense. O Timão melhorava, ainda que de pouco em pouco, e adquiria maturidade pela vaga.

Loss mexeu na equipe pouco depois, aos 26, quando sacou Emerson Sheik, desgastado fisicamente, para a entrada de Jonathas Jesus – o centroavante estava recuperado de um estiramento muscular que o havia tirado dos gramados por cerca de 20 dias. Em seguida, Clayson acabou substituído por Mateus Vital.

A essa altura, os corinthianos celebravam timidamente a classificação corinthiana. Jadson, então, tratou de garantir aos torcedores o grito preso dentro da garganta: em linda falta no lado esquerdo do ataque, arrematou direto para o gol adversário, encobriu Jandrei e colocou no ângulo, abrindo o placar. O Corinthians estava classificado às semifinais!

Veja mais em: Crônica, Copa do Brasil e Jadson.

Quem Atuou

Títulares

Reservas

Técnico

Árbitro

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes