Duílio revela sonho 'de berço' de ser presidente do Corinthians

Duílio revela sonho 'de berço' de ser presidente do Corinthians

Por Meu Timão

12 mil visualizações 255 comentários Comunicar erro

Duílio Monteiro Alves sonha presidir o Corinthians

Duílio Monteiro Alves sonha presidir o Corinthians

Danilo Fernandes/ Meu Timão

Andrés Sanchez ainda está na metade de seu atual mandato na presidência do Corinthians, restando cerca de um ano e meio para a próxima passagem de bastão no Parque São Jorge. E já há uma possibilidade de candidato a sucessor da situação: Duílio Monteiro Alves.

Diretor de futebol do Corinthians neste mandato de Andrés, Duílio é filho e neto, respectivamente, de Orlando e Adilson Monteiro Alves. Ambos também já tiveram cargos de destaque no futebol alvinegro, no século passado - e sonharam em presidir o clube.

"Meu avô tinha a vontade de ser presidente, foi candidato duas vezes e não ganhou. Meu pai tentou uma vez e também não conseguiu. É uma coisa de família, eu tenho essa vontade, esse sonho, mas não sei se será agora ou no futuro", contou Duílio, em entrevista concedida ao portal GloboEsporte.com e publicada nesta terça-feira.

Leia também: Diretor do Corinthians detalha sondagens por Pedrinho e alerta para risco de novas baixas

"Lembro que meu pai foi candidato em 1984 e perdeu para o Roberto Pasqua. Foi quando acabou a Democracia Corinthiana. Nessa época eu já pensava nisso", recorda Duílio, hoje com 44 anos, se referindo à época em que ainda tinha nove anos de idade.

À frente do futebol corinthiano também no mandato de Mário Gobbi, entre 2012 e 2014, Duílio admite o desejo de se tornar presidente do Corinthians, mas nega já estar planejando lançar candidatura no próximo pleito - assumiria a cadeira máxima do clube em 2021.

"A gente tem um grupo, e depende muito do que vai acontecer, as coisas no futebol mudam muito. Tem um ano e meio pela frente. E tem as questões do estádio, o Andrés mais uma vez conseguiu uma negociação ótima, ele é um fenômeno. Enfim, depende muito do que vai acontecer, mas não está descartado", argumentou o atual diretor de futebol.

"Existem nomes que podem ser candidatos, tem meu nome sendo falado muitas vezes. Mais para frente teria de pensar. Mas é uma possibilidade, até por conhecer bem isso aqui, estar no futebol há dez anos, envolvido diariamente nas decisões do clube e acompanhar de perto os mandatos do Andrés, do Mario Gobbi e também do Roberto (de Andrade) à distância, por ser amigo. Quando ele era presidente nos falávamos quase todos os dias", completou.

Ligado desde o começo da década, portanto, à chapa Renovação & Transparência, Duílio ganha a cada ano mais confiança do líder situacionista Andrés Sanchez. Questionado se, ao término do mandato de Gobbi, ele já pensava em voltar um dia ao Corinthians, respondeu:

"Sempre, até por conta de família, meu avô, meu pai, vivi a vida inteira no Corinthians. Sou sócio desde que nasci, antes de ter certidão de nascimento eu tinha minha carteirinha. Eu vivi a infância inteira no clube. Cresci dentro de vestiário, com filhos de jogadores, meu pai vivia só futebol. Antes disso, teve meu avô. Meu pai entrou no clube em 1981, eu tinha seis anos. Meu avô já tinha sido diretor, vice-presidente de futebol".

Veja mais em: Duílio Monteiro Alves e Andrés Sanchez.

Veja Mais:

  • Fagner pode ser novamente convocado; Michel Macedo é o reserva

    Corinthians pode perder até quatro titulares em convocações da Seleção nesta sexta

    ver detalhes
  • Fábio Carille não pensa em mudar a postura do Corinthians para o duelo com o Bahia

    Carille descarta mudanças no Corinthians contra o Bahia e nega que time tenha postura retrancada

    ver detalhes
  • Janderson foi o jogador mais jovem a atuar na Arena Corinthians nesta quarta-feira

    Meninos? Média de idade do Corinthians é muito acima do Del Valle; confira levantamento

    ver detalhes
  • Corinthians de Fábio Carille não goleou um jogo sequer em 2019

    Corinthians não venceu nenhum jogo por três gols de diferença em 2019

    ver detalhes

Comente a notícia: