Malcom dá dicas para os jogadores da base e confia que Corinthians voltará a vencer em breve

1.2 mil visualizações 24 comentários

Por Meu Timão

Malcom marcou dez gols pelo Corinthians, um deles contra o Altético-MG, fundamental para ajudar na conquista do Brasileirão 2015

Malcom marcou dez gols pelo Corinthians, um deles contra o Altético-MG, fundamental para ajudar na conquista do Brasileirão 2015

Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

Presente no elenco campeão Brasileiro de 2015, o atacante Malcom, que há dois anos defende o Zenit, da Rússia, Malcom tem acompanhado o Corinthians conforme o possível do outro lado do mundo.

Em entrevista ao GloboEsporte.com, a cria da base do Timão analisou o momento vivido pelo clube e afirmou que confia que a equipe comandada pelo técnico Vagner Mancini vai conseguir se encaixar em breve.

"Eu acompanho quando posso, aqui são seis horas na frente, às vezes o time está jogando e eu estou dormindo. Acompanho no dia seguinte os melhores momentos. O time do Corinthians precisa de tempo, com tempo vai se aprimorando, alguns meninos subiram, tem o Rodrigo Varanda, tinha o Gustavo Mantuan que vinha jogando. Basta o tempo e tudo vai se encaixar", disse Malcom.

"O tempo vai fazer com que o Corinthians volte a ganhar. Jogadores qualificados tem, é Corinthians, o clube não faria a cagada de ter jogadores não qualificados no elenco. Estarei torcendo sempre, independente de estar ganhando ou perdendo. E eles têm família, são muitos jogadores consagrados e tenho certeza que vão voltar a ganhar", completou.

O atacante ainda mencionou a conquista do título brasileiro de 2015, o qual lembra com muito carinho. Em especial, Malcom se recordou do jogo contra o Atlético-MG, uma final antecipada da competição, em que ele e Guilherme Arana foram levados pela comissão técnica para reconhecimento do gramado.

"Nós (ele e Arana) éramos os mais jovens do elenco, então o Tite perguntou se queríamos fazer o reconhecimento do gramado. Não era normal, mas ele pediu para a gente ver a arquibancada, que fica muito perto lá no Independência. A pressão seria grande no domingo. Mas deu tudo certo, fiz até um gol (na vitória por 3 a 0), saímos de lá com 95% do título ganho. É uma coisa que ficou gravada", explicou o atacante.

Malcom comentou amizade com Guilherme Arana e Gil

Malcom comentou amizade com Guilherme Arana e Gil

Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

Além desse episódio, Malcom também recordou a relação mantida com os líderes do elenco. O jogador tinha uma amizade mais próxima com Gil, mas também destacou a parceria de Cássio, Fagner, Ralf, Vagner Love e Renato Augusto antes de dar uma dica aos jogadores da base que defendem o Timão atualmente.

"(Risos) O Gil é gente boa demais. Ele nos acolheu desde o primeiro dia, fez uma brincadeira comigo, aí ficamos mais próximos. Foi um paizão no Corinthians, falo com ele até hoje, é um exemplo dentro e fora. Ele sempre ajuda os jovens que estão subindo da base. Às vezes, ficam com vergonha, ele vem, faz a brincadeira dele, você se sente no grupo, ele vê sua opinião. É um líder, muitos se espelham nele, é um exemplo. Como é o Cássio, o Fagner, como era o Ralf. Tenho muitos exemplos: Love, Renato Augusto, joguei só com fera no Corinthians. Levantar a taça de 2015 para mim foi uma honra", disse.

"Respeito é primordial. Saber escutar os mais velhos e não ter vergonha. Com vergonha, você ficará meio acanhado e não vai conseguir mostrar seu talento, seu futebol. Minha dica é saber escutar os mais velhos e não ficar acanhado", completou.

Ao ouvir que a torcida sente falta daquela equipe, Malcom deu risada e também afirmou sentir saudades do elenco. Mas enganasse quem acredita que o sentimento vem apenas por conta do título.

"E eu também (risos). Pelo ambiente, não porque não está ganhando títulos hoje, mas pelo ambiente saudável, de brincadeira. Tinha o Tite, que era como nosso pai. Foi especial e vai ficar marcado na minha carreira. O ambiente da época foi fundamental para a gente ganhar os jogos e ficar com o título", concluiu.

Malcom foi titular do Timão em duas temporadas, somando dez gols e quatro assistências em 73 jogos. Ele tem passagens por Bordeaux, da França, e Barcelona, da Espanha, antes de chegar ao futebol russo. Além disso, foi convocado uma vez para a Seleção Brasileira.

Veja mais em: Ex-jogadores do Corinthians, Base do Corinthians e Elenco do Corinthians.

Veja Mais:

  • Donelli deve ter nova chance na meta alvinegra com ausência de Cássio

    Corinthians não relaciona titulares para duelo contra o Novorizontino; veja lista completa

    ver detalhes
  • Reservas foram a campo para último treino antes de duelo pelo Paulistão

    Corinthians faz último treino antes de encarar o Novorizontino no domingo; veja possível time

    ver detalhes
  • Em 2016, o Corinthians comprou 50% dos direitos econômicos de Marlone por R$ 4 milhões; pelo acordo, o Timão pagaria duas parcelas de R$ 500 mil e outras 20 parcelas mensais de R$ 150 mil

    Corinthians tenta efeito suspensivo para evitar cobrança de R$ 2,1 milhões na Justiça, que é negado

    ver detalhes
  • Último jogo do Corinthians no domingo à tarde na Neo Química Arena foi contra o Vasco, no Brasileiro

    Corinthians vai atuar pela primeira vez na temporada em um domingo à tarde; relembre horários

    ver detalhes
  • Pedrinho anota o primeiro gol do Corinthians no Brasileirão Sub-17

    Corinthians supera o Internacional e estreia com vitória no Brasileirão Sub-17

    ver detalhes
  • Corinthians conheceu detalhes de seu último compromisso na fase de grupos do Paulista

    Jogo entre Corinthians e Novorizontino é confirmado à tarde; jogos da rodada serão no mesmo horário

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x