Libertadores 2018 - Oitavas-de-final: Colo-Colo 1 x 0 Corinthians

Libertadores 2018 - Colo-Colo 1 x 0 Corinthians

https://www.meutimao.com.br/jogo/08-08-2018/libertadores_2018/colo-colo-1-x-0-corinthians

02:00

2018-08-08T21:45:00

Corinthians Corinthians 0 x 1 Colo-Colo Colo-Colo

Libertadores 2018

Sobre a Partida

Corinthians perde do Colo-Colo na Libertadores com expulsão de Gabriel e milagre de Cássio

O Corinthians caiu na catimba chilena, esqueceu de jogar bola e foi derrotado por 1 a 0 para o Colo-Colo na noite desta quarta-feira, no estádio Monumental, em Santiago, no jogo de ida das oitavas de final da Copa Libertadores da América. Os destaques ficaram por conta de Gabriel, expulso aos oito minutos do segundo tempo, e Cássio, autor de ao menos três incríveis defesas já no apagar das luzes, evitando assim um prejuízo ainda pior do Timão.

E agora? - Corinthians e Colo-Colo voltam a se enfrentar daqui a três semanas, no dia 29 de agosto, na Arena, em Itaquera. O Timão precisa de vitórias por dois ou mais gols de diferença para avançar às quartas. No caso de um triunfo alvinegro por 1 a 0, a decisão vai para os pênaltis. Eventuais vitórias por 2 a 1, 3 a 2 e assim por diante não interessam à equipe paulista, pois o gol anotado como visitante é critério de desempate.

Agenda - Antes do novo embate contra os chilenos, o Corinthians dá sequência à maratona de jogos do mês de agosto: pelo Brasileirão, contra Chapecoense, Grêmio, Fluminense e Paraná; pela Copa do Brasil, duelo de volta diante da Chapecoense pelas quartas de final.

Escalação - Com Romero de capitão e escalando seus atuais 11 "titulares ideais", o técnico Osmar Loss mandou a campo a seguinte equipe: Cássio; Fagner, Pedro Henrique, Henrique e Danilo Avelar; Gabriel e Douglas; Pedrinho, Romero, Jadson e Clayson.

Primeiro tempo

Os 45 minutos iniciais do embate entre Corinthians e Colo-Colo foram uma espécie de "anti-futebol". Nem brasileiros nem chilenos estavam muito dispostos a jogar bola. Preferiram fazer excessivas e desnecessárias faltas e também provocar uns aos outros a cada vez que o árbitro colombiano Wilman Roldán parava a partida.

Taticamente, é bem verdade, o Timão até se postou bem, inclusive esfriando o Colo-Colo no início do jogo. Mas não se mostrou incisivo na hora de atacar. E acabou castigado, pois quem soube se aproveitar do clima de catimba (e consequente desconcentração) foram os donos da casa, que cresceram na partida a partir dos 30 minutos.

Já na reta final do primeiro tempo, o ex-palmeirense Valdivia acertou passe em profundidade pela direita para Opazo, que disparou e cruzou para a grande área. Por lá, Paredes fez o pivô e deixou Barrios livre para finalizar. Cássio fez ótima defesa, mas espalmou em direção a Carmona, que, aproveitando-se de uma pane da defesa, estufou as redes.

Segundo tempo

A etapa complementar começou na mesma toada da anterior: muita catimba. À frente no placar, o Colo-Colo naturalmente já se saía em vantagem nesse cenário. Para piorar, o Corinthians de novo caiu na pilha chilena. E ficou com um homem a menos aos oito minutos.

Numa dividida no meio do campo, Gabriel chegou atrasado, elevou o pé um pouco além do normal e cometeu falta boba em Carmona. Levou cartão amarelo e, como já havia sido penalizado no primeiro tempo, acabou expulso.

Gabriel foi expulso após falta em Carmona

Gabriel foi expulso após falta em Carmona

Reprodução/TV

Osmar Loss logo tratou de mexer na equipe: sacou Jadson e colocou Léo Santos como primeiro volante. Sem seu principal armador, fechou o Timão em duas linhas de quatro e Pedrinho como único jogador avançado (leia-se isolado e consequentemente ineficiente).

Percebendo que o Corinthians não causava qualquer incômodo na defesa do Colo-Colo, Loss trocou Clayson por Emerson Sheik. O veterano foi postado à frente enquanto Romero e Pedrinho tentavam apoiá-lo pelas laterais.

Talvez na melhor chance do Corinthians no jogo, Avelar subiu ao ataque como elemento surpresa, tabelou com Pedrinho e arriscou o chute da entrada da área. Um pequeno susto para os chilenos... E susto por susto foi o Colo-Colo quem acharia tempo para assustar de verdade: primeiro num chute de longe de Valdes e depois num a queima roupa de Barrios, com duas defesas incríveis do goleiro Cássio. Houve nos acréscimos ainda mais uma perigosa chegada dos mandantes, com nova intervenção cirúrgica do camisa 12 alvinegro.

No fim das contas, o Corinthians ficou é no lucro com a derrota de 1 a 0...

Quem Atuou

Títulares

Reservas

Técnico

Árbitro

Comente a partida: Colo-Colo 1 x 0 Corinthians

  • 1000 caracteres restantes