Roberto de Andrade apela para cartolas do Corinthians na tentativa de apaziguar caos político

Roberto de Andrade apela para cartolas do Corinthians na tentativa de apaziguar caos político

Por Meu Timão

3.5 mil visualizações 68 comentários Comunicar erro

Roberto de Andrade se vê cada vez mais sozinho no Corinthians

Roberto de Andrade se vê cada vez mais sozinho no Corinthians

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Enquanto a equipe comandada por Oswaldo de Oliveira tenta garantir uma vaga na Libertadores de 2017 dentro das quatro linhas, a política do Corinthians "ferve" nos bastidores do Parque São Jorge pouco mais de um ano antes da próxima corrida eleitoral. E o presidente Roberto de Andrade é o pivô deste atual cenário.

Durante reunião que contou com sócios e conselheiros no último sábado, na sede do clube, Roberto de Andrade conversou com figurões da política alvinegra em uma tentativa de apaziguar o racha que a situação vem sofrendo nos últimos meses. De acordo com reportagem publicada nesta segunda pelo portal Uol, participaram de tal conversa o ex-presidente Andrés Sanchez, o vice-presidente Jorge Kalil, o ex-candidato Paulo Garcia e o influente conselheiro Nei Nujud.

Fato é que, cada vez mais, Roberto de Andrade se vê isolado na alta cúpula alvinegra. O presidente, que já havia sentido um golpe com o afastamento de Andrés Sanchez das decisões do futebol alvinegro, ficou ainda mais à deriva com a saída do então diretor-adjunto Eduardo Ferreira, que se revoltou com o fato de não ter sido consultado a respeito da contratação de Oswaldo de Oliveira.

Vale ainda destacar a mais recente polêmica envolvendo Roberto de Andrade. Na semana que antecedeu a reunião entre sócios e conselheiros no Parque São Jorge, uma reportagem da revista Época revelou que o cartola assinou um documento como presidente do Corinthians antes mesmo de vencer as eleições. O clube, por meio de nota oficial, negou.

Em tempo: a chapa Renovação & Transparência, liderada por Andrés Sanchez, vive seu momento mais delicado à frente do Corinthians desde 2007, quando assumiu o poder no Parque São Jorge. O próprio ex-presidente e líder do grupo político admitiu, na semana passada, que a tendência é a situação se enfraquecer e a chapa chegar ao fim em breve.

Veja Mais:

  • Rodriguinho lamenta oportunidade desperdiçada pelo ataque corinthiano

    Corinthians sufoca Millonarios, não é eficaz e perde na estreia de Loss

    ver detalhes
  • Corinthians pode reencontrar Boca Juniors nas oitavas de final da Libertadores-2018

    Sete cascudos e um novato: os possíveis rivais do Corinthians nas oitavas da Libertadores

    ver detalhes
  • À espera da estreia, reforço do Corinthians faz tatuagem alusiva ao clube

    À espera da estreia, reforço do Corinthians faz tatuagem alusiva ao clube

    ver detalhes
  • Timão pecou em excesso e acabou derrotado pelo Millonarios

    Posse de bola, finalizações... Mesmo derrotado, Corinthians sobra nas estatísticas; confira números

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes