Corinthians recebe prazo da Justiça para acertar calotes; entenda imbróglios

Corinthians recebe prazo da Justiça para acertar calotes; entenda imbróglios

Por Meu Timão

7.3 mil visualizações 113 comentários Comunicar erro

Timão ainda não teria pago parte de valor fechado com SEV pela contratação em definitivo de Vilson

Timão ainda não teria pago parte de valor fechado com SEV pela contratação em definitivo de Vilson

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O Corinthians terá de correr contra o tempo para pagar três clubes por antigos débitos e evitar problemas maiores com a Justiça de São Paulo. O tribunal deu três dias, a contar desta segunda-feira, para que o Timão acerte suas dívidas com Coritiba, Penapolense e Hortolândia-SEV, que entraram com processo contra o clube paulista em um período de 24 horas. A informação é do site Espn.com.br.

As ações judiciais vieram à tona há duas semanas, quando o Social Esportivo Vitória, de Hortolândia, buscou o Poder Judiciário em busca de R$ 300 mil, quantia que o Corinthians teria a pagar relativa à contratação do zagueiro Vilson, concretizada em julho de 2016.

O processo movido pelo Hortolândia-SEV foi recebido pela Justiça numa quarta-feira, horas depois de Coritiba e Penapolense também procurarem seus direitos via tribunal. O time paranaense reivindica o pagamento de R$ 1,3 milhão inerente à venda do atacante Kazim, enquanto a equipe de Penápolis alega calote de R$ 1,7 milhão na negociação que mandou o meia Marlone ao Parque São Jorge. A soma dos três processos ultrapassa os R$ 3 milhões.

O departamento jurídico do Corinthians ainda não se pronunciou a respeito do prazo estabelecido pelo tribunal. Caso não efetue os depósitos, o Timão pode até sofrer penhora de seus bens. Segundo o portal, oficiais de Justiça irão ao Parque São Jorge, sede social do clube, nos próximos dias para tratar do assunto. Embora pressionada, a direção alvinegra deve apresentar defesa específica em casa processo.

Problema recorrente – No início de abril, o Hortolândia-SEV, clube-empresa do qual o agente Fernando Garcia é sócio, entrou com ação contra a instituição na 4ª Vara Cível do Foro Regional VIII, no Tatuapé, em São Paulo, por conta de uma antiga dívida ligada à transferência do volante Petros para o Real Betis, da Espanha.

Veja mais em: Vilson, Kazim, Marlone, Diretoria do Corinthians e Parque São Jorge.

Veja Mais:

  • Corinthians voltou a enfrentar o São José no Parque São Jorge, nesta segunda-feira

    Corinthians vira no último quarto, vence São José por um ponto e empata série final da Liga Ouro

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians terá ingressos mais baratos para assistir aos jogos na Arena

    Corinthians anuncia diminuição de preços dos ingressos da Arena; veja os novos valores

    ver detalhes
  • Léo Príncipe será emprestado ao Vitória de Setubal até julho de 2019

    Corinthians define operação de empréstimo de Léo Príncipe a clube português

    ver detalhes
  • Balbuena vem sendo especulado em diversos clubes europeus

    Corinthiano Balbuena entra na mira do Fenerbahce, aponta imprensa europeia

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes