Fagner, sobre chegadas de Renê e Júnior Dutra: 'Sabem como é o espírito do Corinthians'

Fagner, sobre chegadas de Renê e Júnior Dutra: 'Sabem como é o espírito do Corinthians'

Por Rodrigo Vessoni e Vinícius Souza

Fagner compareceu ao Troféu Mesa Redonda nesta noite de segunda-feira

Fagner compareceu ao Troféu Mesa Redonda nesta noite de segunda-feira

Rodrigo Vessoni/Meu Timão

Um dos pilares do elenco do Corinthians heptacampeão brasileiro, o lateral-direito Fagner vê com bons olhos as possíveis contratações do volante Renê Júnior e do atacante Júnior Dutra, acertados verbalmente com o clube. De acordo com o camisa 23, ambos se tratam de atletas que conhecem o perfil do Timão e, assim, têm condições de ajudar a equipe em 2018 na busca pelo bicampeonato da Copa Libertadores da América.

Eu tenho certeza que, confirmando (as contratações de Renê Júnior e Júnior Dutra), tenho certeza que já sabem mais ou menos como é o espírito do Corinthians. Claro que no dia a dia você vai conhecendo melhor, vai passando algumas coisas. Tenho certeza que quem vier vai vir com uma boa vontade pra poder ajudar”, opinou Fagner, presente na cerimônia de entrega do Troféu Mesa Redonda, da TV Gazeta, realizada na noite desta terça-feira.

Renê e Dutra estão apalavrados com o Corinthians e dependem da aprovação nos exames físicos e cardiológicos para assinarem contrato. A tendência é o volante firmar vínculo válido por três temporadas, até o fim de 2020. Já Júnior Dutra assinará contrato com menor período, até dezembro de 2019.

Leia também:
Corinthians marca exames e se aproxima das duas primeiras contratações para 2018
Sheik, Lucca, Marllon... Rebaixada, Ponte Preta anuncia 16 dispensas; Corinthians de olho

Para Fagner, é necessário que a diretoria corinthiana reponha eventuais saídas o quanto antes, já que o elenco não terá tempo de sobra para se preparar visando as principais competições de 2018 – a reapresentação ao CT Joaquim Grava está marcada para o dia 3 de janeiro. Até o momento, Guilherme Arana (negociado com o Sevilla) e Pablo (fim de empréstimo) deixaram o Parque São Jorge.

“A gente sabe, a camisa do Corinthians é uma camisa de muita tradição, tem muito peso. Acho que a gente tem que ter a mesma humildade, e os conceitos serão os mesmos. Tenho certeza que os jogadores que chegarem vão se adaptar rápido, pra que a equipe se fortaleça, pra gente fazer bons campeonatos e almejar título também, que é isso que o Corinthians tem de estar disputando.”

Veja mais em: Fagner, Mercado da bola e Diretoria do Corinthians.

Veja Mais:

  • Flávio Adauto não é mais diretor de futebol do Corinthians

    Em nota oficial, Corinthians anuncia saída de Adauto e Piovesan

    ver detalhes
  • Andrade permanece à frente do Corinthians apenas até fevereiro de 2018

    Corinthians estima superávit em 2018; clube pretende arrecadar R$ 50 milhões em vendas

    ver detalhes
  • Super carros do Monster Jam já estão na Arena Corinthians

    Carros gigantes chegam à Arena Corinthians para evento deste sábado; veja fotos

    ver detalhes
  • Júnior Dutra assinou com o Corinthians até dezembro de 2019; único reforço confirmado

    Exato um mês após o título brasileiro, Corinthians tem só um reforço; três são os motivos

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes