BMG adiantou patrocínio de 2020 ao Corinthians, explica Andrés Sanchez

BMG adiantou patrocínio de 2020 ao Corinthians, explica Andrés Sanchez

Por Vinícius Souza e Rodrigo Vessoni, na Arena Corinthians

39 mil visualizações 563 comentários Comunicar erro

Andrés deu explicações do acordo entre Corinthians e BMG

Andrés deu explicações do acordo entre Corinthians e BMG

Rodrigo Vessoni/Meu Timão

Presidente do Corinthians, Andrés Sanchez detalhou o acordo de patrocínio máster envolvendo o clube e o Banco BMG, firmado na semana passada e alvo de críticas dos torcedores alvinegros nos últimos dias. Em entrevista coletiva concedida após a vitória sobre a Ponte Preta, o dirigente confirmou que o valor que seria embolsado pela equipe em 2020 está incluído no adiantamento de R$ 30 milhões feito pela instituição financeira.

Em suma, o BMG adiantou dois anos de patrocínio (de R$ 12 milhões cada) além de R$ 6 milhões de previsão de lucro futuro - daí os R$ 30 milhões. O Timão terá direito a 50% do faturamento das contas abertas no futuro Meu Corinthians BMG, banco online que deve começar a funcionar em cerca de um mês.

“Houve muito disse me disse do negócio do patrocínio. Esse ano é R$ 30 milhões, os 12 deste ano, os 12 do ano que vem e 6 de lucro (futuro). E cada ano será 12”, resumiu Andrés Sanchez.

Leia também:
Oposição no Corinthians alerta para possível risco de reembolso ao BMG e cobra transparência
Ata do BMG revela R$ 12 milhões por ano de patrocínio ao Corinthians; torcida cobra explicações

A polêmica em torno do acordo entre Corinthians e BMG ganhou força na última sexta-feira, quando uma ata de uma reunião extraordinária da empresa apontou valor fixo de apenas R$ 12 milhões por temporada ao clube. Diferentemente do que o diretor de marketing alvinegro, Luis Paulo Rosenberg, havia dado a entender nas primeiras aparições relacionadas ao patrocínio máster.

“As grandes empresas não querem colocar nome da camisa, a Caixa era peito, costa e barra. Hoje, com tudo, temos 29 milhões. Estão mudando o tipo de patrocínio, a Sul-Americana passa só na internet. Esse ano 30 e no ano que vem o torcedor vai definir o que vier. Esse ano, o que abrir de conta, teremos 50%”, ressaltou Andrés, que reiterou o período do vínculo, até 2023.

“Cinco anos. Como é um projeto novo, no futebol quando se inova todo mundo fica assustado, temos esse ano e o outro para avaliar. Aí sentamos para ver como melhorar. Tem tudo para dar certo”, finalizou.

Veja mais em: Patrocinador do Corinthians, Andrés Sanchez, Luis Paulo Rosenberg, Diretoria do Corinthians e Ações de marketing.

Veja Mais:

  • Méndez deixou a clínica em São Paulo sem falar com a imprensa

    Zagueiro uruguaio realiza exames e deve se apresentar nesta terça-feira no Corinthians

    ver detalhes
  • Gabriel deve retornar aos gramados em maio

    Na véspera de cirurgia, Gabriel projeta volta ao Corinthians 'o mais rápido possível'

    ver detalhes
  • Corinthianismo é a religião oficial do Corinthians

    Corinthians lança religião própria; assista ao vídeo de divulgação do Corinthianismo

    ver detalhes
  • Urso estreou pelo Corinthians logo contra o São Paulo, um dos interessados em sua contratação

    Ligação do Corinthians em Dubai e... Urso dá explicação emocionante sobre recusa de outras propostas

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes