Roberto de Andrade: Tite e Mano tiveram pouca paciência com Alexandre Pato

Roberto de Andrade: Tite e Mano tiveram pouca paciência com Alexandre Pato

Por Meu Timão

6.3 mil visualizações 120 comentários Comunicar erro

Pato disputou 62 jogos e marcou 17 gols pelo Corinthians sob comando de Tite e Mano

Pato disputou 62 jogos e marcou 17 gols pelo Corinthians sob comando de Tite e Mano

Foto: Montagem/Daniel Augusto Jr./Ag.Corinthians

A passagem de Alexandre Pato pelo Corinthians, entre 2013 e 2016, não deixou saudade no torcedor do clube. Muito em razão da postura do atacante, que mostrou displicência numa cobrança de pênalti decisiva e entrou em atrito com a direção do Timão. Mas para o presidente Roberto de Andrade, o fracasso do ex-camisa 7 no Parque São Jorge está relacionado a Tite e Mano Menezes, técnicos do jogador no período.

“Os dois treinadores tiveram pouca paciência. E ele criou o episódio do pênalti contra o Grêmio (em 2013), ficou insustentável com o torcedor”, afirmou Roberto de Andrade em entrevista à Rádio Jovem Pan.

O lance a que o dirigente se refere ocorreu no dia 23 de outubro de 2013. Após empate no tempo normal, Corinthians e Grêmio precisaram decidir a classificação às semifinais da Copa do Brasil daquele ano nas penalidades máximas. Ao tentar uma “cavadinha”, Pato facilitou a defesa do goleiro Dida e acabou considerado o principal culpado pela eliminação do Timão.

Leia mais: Vestido de 'chinês', Pato volta a render dinheiro ao Timão; negativa de 2016 deu prejuízo milionário

Daquele dia em diante, Pato não teve vida fácil no clube alvinegro. Mesmo com a troca no comando do Corinthians ao fim da temporada – sai Tite, entra Mano Menezes –, foi envolvido numa troca com o meia Jadson, então no São Paulo. O atacante jamais esteve nos planos do time da zona leste e, antes de ser vendido ao Villarreal, em julho do ano passado, teve passagem discreta pelo Chelsea.

“Mas os dois (Tite e Mano) não tiveram paciência de insistir um pouco mais. Não gosto de falar sobre quando eu não estava, mas o empréstimo dele para o São Paulo mostrou que ele jogou bem, se tivessem insistido um pouco mais teria dado certo. Não teria emprestado ele (ao São Paulo). Poderia negociar em definitivo, emprestar não”, concluiu.

Veja mais em: Tite, Ex-jogadores do Corinthians e Roberto de Andrade.

Veja Mais:

  • Em baixa na Alemanha, Jonathas volta à pauta do Corinthians, que busca empréstimo

    Corinthians volta a ter interesse no centroavante Jonathas

    ver detalhes
  • Lateral do Corinthians, Fagner será titular contra a Costa Rica

    Fagner ganha chance e será titular da Seleção Brasileira contra a Costa Rica

    ver detalhes
  • Jadson é vice-artilheiro do Corinthians em 2018, atrás apenas de Rodriguinho

    Corinthians e Jadson estão próximos de negociar renovação contratual

    ver detalhes
  • Corinthians venceu São José em partida épica na última quarta-feira

    Final épica de basquete entre Corinthians e São José iguala recorde de 1951 da NBA

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes