Saiba por onde andam os campeões da Libertadores de 2012

Saiba por onde andam os campeões da Libertadores de 2012

Por Meu Timão

'Histórico' - Conquista da Libertadores completa três anos neste sábado

'Histórico' - Conquista da Libertadores completa três anos neste sábado

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Há exatos três anos, no dia 04 de julho de 2012, o Corinthians conquistava um dos maiores títulos de sua história centenária. De forma invicta, o Timão ergueu troféu inédito da Copa Libertadores da América em pleno Pacaembu lotado.

Para comemorar a tão sonhada data, o Meu Timão relembra cada jogador que integrou o elenco que entrou para a história do clube do Parque São Jorge. Dos mais lembrados, como o atacante Romarinho, aos menos "badalados", como Gilsinho, confira por onde andam os campeões do torneio continental.

Confira por onde andam os campeões da Libertadores de 2012

Técnico Tite

Multicampeão, Tite é um dos maiores treinadores da história do Corinthians. Durante sua segunda passagem pelo Timão, o técnico dirigiu a equipe alvinegra ao titulo inédito da Copa Libertadores da América. Não o bastante, o comandante levou o clube do Parque São Jorge ao título Mundial, no Japão. Após a temporada regular de 2013, deixou o time e se manteve afastado do futebol. No início desta temporada, retornou ao comando técnico do Corinthians.

1- Julio Cesar

Formado nas categorias de base do Corinthians, Julio César iniciou a competição como goleiro titular da equipe. Mas, após falhas decisivas no Campeonato Paulista, deu lugar a Cássio, que assumiu com sucesso a posição. Sem espaço, foi emprestado ao Náutico até o fim de seu vínculo com o Timão. Em janeiro de 2015, acertou em definitivo com a equipe pernambucana.

2- Alessandro

O lateral direito foi o capitão do Corinthians na decisão contra o Boca Juniors, da Argentina. Líder do elenco, foi o responsável por erguer a taça continental após a vitória por 2 a 0 no Pacaembu. Em 2013, anunciou sua aposentadoria dos gramados, mas nunca se desvencilhou do Timão. Atualmente, trabalha como coordenador técnico na direção do clube.

3- Chicão

"Xerife" da equipe corinthiana na competição, Chicão marcou seu nome na história exercendo um grande papel de liderança. Homem de confiança de Tite, o zagueiro foi imprescindível para o êxito invicto do Timão. Após sair do Corinthians em 2013, o beque teve rápidas passagens por Flamengo e Bahia, onde rescindiu seu contrato no último dia 15. O ex-corinthiano ainda não definiu seu destino.

4- Leandro Castán

Titular incontestável do Corinthians, Castán foi vendido à Roma, da Itália, por 5,5 milhões de euros após o término da Libertadores. Chegou a defender a Seleção Brasileira com Mano Menezes e Luiz Felipe Scolari. Em setembro de 2014, passou por uma cirurgia no cérebro para corrigir uma má formação na região. No último dia 13, foi liberado pelo departamento médico a voltar aos gramados.

5- Ralf

Campeonato Brasileiro (2011), Copa Libertadores e Mundial de Clubes (2012), Campeonato Paulista e Recopa Sul-Americana (2013). Ralf se tornou ídolo do Corinthians ao conquistar todos esses títulos sem nunca ser expulso. Exemplo dentro e fora dos gramados, o volante permanece na equipe corinthiana para a disputa do Brasileirão 2015. Tem contrato com o clube até o fim da temporada.

6- Fábio Santos

Fábio Santos chegou ao Corinthians em 2011 e assumiu a lateral esquerda após a saída de Roberto Carlos. Colocou seu nome de vez na história alvinegra ao vencer o Boca Juniors e, mais tarde, o Chelsea, no Japão. Ídolo do Timão, acertou sua transferência ao Cruz Azul, do México, no último mês. Antes de sair, recebeu uma bela homenagem na Arena Corinthians.

7- Willian

Artilheiro da Série B pelo Figueirense em 2010, Willian chegou ao Timão sem status e fama. Veloz e aguerrido, rapidamente ganhou espaço no clube e foi fundamental para a conquista do Brasileirão no ano seguinte. Foi uma das opções do técnico Tite para o setor ofensivo da equipe. Com o término da competição, foi negociado ao Metalist, da Ucrânia, por 5 milhões de dólares. Retornou ao futebol brasileiro em 2014 para defender o Cruzeiro, onde está até hoje.

8- Paulinho

Paulinho entrou para a equipe em 2010, após se destacar no Campeonato Brasileiro pelo Bragantino. Em 2012, foi um dos principais jogadores na conquista da Libertadores e do Mundial. No ano seguinte, o volante foi vendido ao Tottenham, da Inglaterra, por R$ 53 milhões, mas não conseguiu ter o mesmo sucesso. Nos últimos dias, acertou sua transferência para o Guangzhou Evergrande, da China.

9- Liedson

Após algumas temporadas no Velho Continente, Liedson retornou ao Corinthians para a disputa do Campeonato Brasileiro de 2011. Foi fundamental para a conquista da Libertadores no ano seguinte. Ídolo da torcida, "Liedshow" teve seu contrato renovado e se transferiu para o Flamengo, onde permaneceu até o fim de 2012. Passou pelo Porto, de Portugal, e retornou à equipe carioca. Em setembro de 2013, anunciou sua aposentadoria como jogador de futebol.

10- Marquinhos

Promessa das categorias de base do Parque São Jorge, Marquinhos foi inscrito no meio da Libertadores após a rescisão de contrato de Adriano com o Corinthians. Herdou a camisa 10 durante a competição e, apesar de futebol promissor, não recebeu muitas oportunidades de Tite. Foi emprestado à Roma, da Itália, por 1,5 milhão de euros. Assinou com o Paris Saint-Germain, da França, em julho de 2013, onde está até hoje.

11- Emerson Sheik

Sheik foi o nome do Corinthians na Libertadores. Herói do título sobre o Boca Juniors, com dois gols marcados na decisão, o atacante se tornou ídolo no Timão. Após polêmicas extracampo e poucas oportunidades com Mano Menezes, Emerson foi emprestado ao Botafogo. Em 2015, retornou ao Parque São Jorge, sendo decisivo na pré-Libertadores. Com o término de seu contrato, assinou com o Flamengo.

12- Alex

Responsável por armar as jogadas do Corinthians ao lado de Danilo, Alex ajudou a equipe a fazer a segunda melhor campanha geral da primeira fase com boas assistências e passes. Na final contra o Boca Juniors, cobrou a falta que originou no primeiro gol de Sheik, no Pacaembu. Após o término do torneio, acabou se transferindo ao Al-Gharafa, do Catar. Em julho de 2013, retornou ao Brasil para defender as cores do Internacional.

13- Paulo André

Paulo André chegou ao Corinthians por empréstimo do Le Mans, da França, em julho de 2009. Sua boa técnica o fez ganhar chances na equipe de Tite, sobretudo no Campeonato Brasileiro, quando recebeu a Bola de Prata 2011 da revista Placar. Campeão da Libertadores e do Mundial de Clubes, acertou com o Shanghai Shenhua, da China. Em fevereiro, decidiu retornar ao Brasil e acertou com o Cruzeiro, onde permanece no banco de reservas.

14- Ramirez

O meio-campista peruano atuou pelo Corinthians nas temporadas de 2011 e 2012. Após um bom começo, não conseguiu se firmar entre os titulares e passou boa parte dos campeonatos entre os reservas. Pouco aproveitado na Libertadores, acabou emprestado à Ponte Preta e, posteriormente, ao Botafogo. Sem sucesso na equipe carioca, “Cachito” ficou sem clube no início desta temporada.

15- Douglas

O experiente meia-atacante retornou ao Timão em fevereiro de 2012. Permaneceu boa parte da Copa Libertadores na reserva devido às boas atuações de Alex e Danilo. Campeão do torneio, conquistou a titularidade no Brasileirão e se sagrou campeão do Mundial, no Japão. No início de 2014, foi emprestado ao Vasco até o término de seu vínculo com o Corinthians. Atualmente, vive boa fase no Grêmio.

16- Ramon

Destaque no Vasco, Ramon chegou ao Corinthians em 2011. Sem chances na equipe titular, foi emprestado ao Flamengo após a conquista da Copa Libertadores da América. Sem sucesso na equipe carioca, acertou com o Besiktas, da Turquia. Em julho de 2014, o clube turco adquiriu 55% dos direitos econômicos do atleta por R$ 4 milhões.

17- Gilsinho

Gilsinho foi contratado pelo Corinthians no início de 2012. Sem muitas chances, permaneceu no elenco por apenas seis meses. Após a Libertadores, teve uma passagem rápida pelo Sport e voltou ao futebol japonês, desta vez para o Ventforet Kofu. Em 2015, disputou o Campeonato Paulista pelo Audax, clube de Osasco.

18- Welder

Também chamado de Weldinho, o lateral direito chegou ao Parque São Jorge em 2011 para a disputa do Brasileirão. Reserva imediato do capitão Alessandro, não aproveitou as chances que teve e acabou se transferindo ao arquirrival Palmeiras. Desde então, acumula rápidas passagens por Sporting, de Portugal, e Oeste, onde ficará até o final da temporada.

19- Élton

Contratado em dezembro de 2011, integrou o elenco corintiano até a metade de 2012 e foi campeão da Libertadores. Com a camisa corintiana, disputou 29 jogos e marcou apenas três gols. Sem muitas chances, acabou emprestado ao Vitória, Náutico e Al-Nassr, da Arábia Saudita. Em 2014, acertou com o Flamengo, mas também não se firmou na equipe. Em janeiro de 2015, acertou seu retorno ao Vitória.

20- Danilo

Exemplo de liderança, Danilo foi um dos principais nomes do Corinthians na Libertadores. Tranquilo e frio, o armador foi decisivo pelos gols marcados e pela inteligência dentro de campo. Acostumado a decidir clássicos, deu assistência de calcanhar para o primeiro gol do Timão sobre o Boca Juniors na decisão, marcado por Sheik. É um dos poucos remanescentes do elenco campeão da América.

21- Edenílson

Polivalente, Edenílson atuava como volante e lateral direito. Chegou ao Timão em 2011 e, aos poucos, se tornou fundamental para a conquista do Brasileirão. No ano seguinte, conquistou a titularidade, mas acabou perdendo a posição para Alessandro após uma fratura no pé. Completou 100 partidas pelo Corinthians em 2013, ano em que foi vendido à Udinese, da Itália, por 3,5 milhões de euros. Disputou o último campeonato italiano pelo Genoa.

22- Danilo Fernandes

Cria das categorias de base do Parque São Jorge, disputou apenas 27 partidas pelo Corinthians. Foi integrado ao elenco profissional do Corinthians em 2008, sob o comando de Mano Menezes. Campeão da Libertadores e do Mundial, o goleiro não teve seu contrato renovado no Timão no fim de 2014. Em janeiro deste ano, assinou por dois anos com o Sport, atual líder do Campeonato Brasileiro.

23- Jorge Henrique

Jorge Henrique chegou ao Corinthians em 2009 para formar o ataque com Ronaldo Fenômeno. Foi destaque na conquista da Libertadores e no Mundial do mesmo ano. Em 2013, acertou sua transferência ao Internacional de Porto Alegre, onde mantém contrato até o final do ano.

24- Cássio

Cássio assumiu a vaga de Júlio César nas oitavas de final da Copa Libertadores. Seguro, o goleiro foi fundamental para a conquista do torneio mais importante das Américas. Mais tarde, no Japão, o goleiro seria decisivo para a conquista do Mundial. Ídolo do Corinthians, permanece na meta da equipe titular do técnico Tite neste Brasileirão.

25- Wallace

Campeão continental pelo Alvinegro em 2012, Wallace nunca conseguiu demonstrar um futebol que o rendesse uma vaga no time titular. Com a chegada de novos atletas, o beque rescindiu seu vínculo com o clube do Parque São Jorge e assinou com o Flamengo no ano seguinte. Atualmente, ele é o capitão da equipe carioca.

13- Willian Arão

Willian Arão chegou ao Corinthians em 2011 para compor o grupo de jogadores. Sem reservas imediatos para os volantes Ralf e Paulinho, Tite passou a utilizá-lo em algumas partidas no Campeonato Paulista. Com a lesão de Paulo André no Campeonato Brasileiro, o meio-campista acabou inscrito no meio da Libertadores e assumiu a camisa 13. Sem chances no Timão, foi emprestado à Portuguesa, Chapecoense, Atlético-GO e, por fim, Botafogo, onde é titular na Série B.

21- Romarinho

Com a lesão de Edenílson, Romarinho, até então desconhecido no Brasil, acabou inscrito na Libertadores. Mas o garoto, revelado pelo Bragantino, mal sabia o que o destino lhe reservava. O atacante marcou o gol do empate do Corinthians com o Boca Juniors, na primeira partida da final, e silenciou a Bombonera. Em setembro de 2014, foi negociado com o Al-Jaish, do Catar, por 8 milhões de euros.

Veja Mais:

  • Farfán foi companheiro de Guerrero na seleção do Peru

    Jornalista revela interesse do Corinthians em atacante peruano

    ver detalhes
  • Camisa a ser usada pelo Corinthians contra o Cruzeiro tem escudo da Chapecoense

    Em ação no Twitter, Corinthians exibe uniforme em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Equipe feminina do Timão foi ao CT Joaquim Grava no início de novembro

    Corinthians renova parceria com Audax e confirma equipe feminina para 2017

    ver detalhes
  • Castán posta foto com taça do penta e recebe pedidos para voltar; veja

    Castán posta foto com taça do penta e recebe pedidos para voltar; veja

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes