Cruzeiro 0 x 2 Corinthians - Amistosos 2018

Amistosos 2018 - Cruzeiro 0 x 2 Corinthians

https://www.meutimao.com.br/jogo/04-07-2018/amistosos_2018/cruzeiro-0-x-2-corinthians

02:00

2018-07-04T20:00:00

Corinthians Corinthians 2 x 0 Cruzeiro Cruzeiro

Amistosos 2018

Sobre a Partida

Corinthians vence Cruzeiro em amistoso com gols do aniversariante Romero e de Pedro Henrique

O aniversário é de Ángel Romero, mas quem recebe o presente é a Fiel! Assim se resume a primeira exibição do Corinthians nesta pausa da Copa do Mundo. O Timão venceu o Cruzeiro por 2 a 0 em amistoso disputado na noite desta quarta-feira, no estádio do Mineirão.

O primeiro gol partida foi anotado justamente por Romero, aniversariante do dia - ele completa 26 anos de idade neste dia 4 de julho. Quem fechou a conta foi o zagueiro Pedro Henrique.

Com exceção das baixas de Cássio e Fagner, que estão com a Seleção Brasileira no Mundial da Rússia, o Corinthians foi escalado com força máxima e no esquema tático 4-2-3-1: Walter; Mantuan, Balbuena, Henrique e Sidcley; Gabriel e Renê Júnior; Ángel Romero, Rodriguinho e Clayson; Roger. Aí você torcedor se pergunta? Mas cadê Pedro Henrique, autor do outro gol?

Cabe destacar que o técnico Osmar Loss aproveitou o amistoso para escalar duas equipes distintas: titulares no primeiro tempo; reservas no segundo - inclusive estrearam com a camisa do Timão o lateral-direito Danilo Avelar, o volante Thiaguinho e o meia-atacante Bruno Xavier. O goleiro Walter foi o único mantido em campo por mais de 45 minutos, mas acabou substituído por Caíque França na reta final da etapa complementar.

O Corinthians já volta a campo no domingo, quando enfrenta o Grêmio, na Arena, às 11h, em mais um amistoso. Na quarta-feira da semana que vem, o terceiro e último embate de intertemporada acontece novamente diante do Cruzeiro, mas desta vez em Itaquera.

Primeiro tempo

Em sua escalação supostamente titular para o segundo semestre (sem Cássio e Fagner, cabe reforçar), o Corinthians de Osmar Loss foi superior ao Cruzeiro de Mano Menezes dentro das estratégias adotadas por ambos os treinadores. Desde o início do jogo, ficou claro que o Timão teria como plano se defender com solidez e apostar assim em contra-ataques.

Pois muito que bem: aos 13 minutos de jogo, Walter bateu tiro de meta e acertou um lançamento primoroso para Clayson. O baixinho meia-atacante, com um toque único de peito de pé, amaciou a bola para Romero. O paraguaio invadiu a grande área e bateu na saída do goleiro Fábio, estufando as redes do Mineirão.

No decorrer da etapa inicial, o que se viu foi um Corinthians fio e calculista, mantendo a fidelidade à estratégia de se defender prioritariamente. Não à toa, a única boa chance do Cruzeiro foi construída num dos raros contra-ataques da equipe celeste - numa também rara situação em que o Timão tentava propor o jogo. Thiago Neves recebeu pela esquerda, chutou e viu Walter fazer boa defesa.

Segundo tempo

Na volta do intervalo, tanto Loss quanto Mano alteraram praticamente todos os jogadores em campo. Como era de se esperar, portanto, a partida ganhou ares muito menos técnicos. O Cruzeiro foi quem se sobressaiu, pressionando o Corinthians com mais intensidade.

A escalação alvinegra para a etapa complementar foi a seguinte: Walter, Paulo Roberto, Pedro Henrique, Léo Santos e Danilo Avelar; Ralf, Thiaguinho, Pedrinho, Jadson, Marquinhos Gabriel e Bruno Xavier (num esquema tático 4-2-4). Ainda entrariam no decorrer dos 45 minutos finais o meia Danilo e o goleiro Caíque França.

Ao contrário do primeiro tempo, a defesa do Timão encontrou dificuldade para frear as investidas mineiras. Seja por erros individuais ou de posicionamento coletivo, o Corinthians dava brechas para o Cruzeiro, que só não empatou por falta de mira de seus arrematadores e principalmente por grande atuação do goleiro corinthiano Walter.

E como quem não faz toma... Aos 29 minutos, Jadson cobrou falta da ponta esquerda. Léo Santos tentou o cabeceio, mas furou. Na sequência quem apareceu foi o outro zagueiro, Pedro Henrique, para desviar a bola com o bico da chuteira e assim aumentar o placar.

Pedro Henrique marcou gol contra o Cruzeiro

Pedro Henrique marcou gol contra o Cruzeiro

Reprodução/TV

A partir daí, o ritmo do jogo que já não era dos mais acelerados freou de vez. O Corinthians passou a administrar com mais eficiência a vitória. O Cruzeiro foi se mostrando cada vez mais conformado com a derrota. Melhor para "os Timões" titular e reserva!

Quem Atuou

Títulares

Reservas

Técnico

Árbitro

Comente a partida: Cruzeiro 0 x 2 Corinthians

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes