Ex-presidentes do Corinthians declaram apoio a Citadini em almoço em SP

Ex-presidentes do Corinthians declaram apoio a Citadini em almoço em SP

Por Rodrigo Vessoni e Vinícius Souza

5.9 mil visualizações 71 comentários Comunicar erro

Waldemar, Citadini e Marlene durante almoço na capital paulista

Waldemar, Citadini e Marlene durante almoço na capital paulista

Foto: Rodrigo Vessoni/Meu Timão

Dois ex-presidentes do Corinthians oficializaram apoio ao candidato da oposição Antonio Roque Citadini para a eleição presidencial, no dia 3 de fevereiro de 2018. Waldemar Pires (à frente do Timão entre 1981 e 1985) e Marlene Matheus (de 1991 a 1993) se reuniram com o conselheiro em um almoço aberto à imprensa nesta segunda-feira, em São Paulo.

Leia também:
Adauto elogia presidente do Corinthians, mas explica ida à oposição: 'Me sentiria constrangido'
Clube-empresa, veto ao irmão Fernando e 'anti-Crefisa': Paulo Garcia lança chapa no Corinthians

Citadini reuniu jornalistas, personalidades ligadas ao Corinthians e amigos para expor o apoio dos ex-presidentes. O conselheiro, que foi vice-presidente do clube entre 2001 e 2004, voltou a criticar a ala da situação durante o evento e também fez menção à saída de Flávio Adauto e Emerson Piovesan da diretoria do Timão, oficializada na última sexta-feira, a cerca de 50 dias do pleito.

“Em alguns momentos os jornalistas me colocam: 'Ah, a oposição está dividida'. Eu já digo: 'Não. Quem está dividida é a situação!'. Claramente a situação está com vários candidatos, cada um com sua ideia. A grande divisão se dá no grupo da situação”, declarou Citadini.

“Nós estamos com uma situação inovadora no clube porque a eleição do Conselho (Deliberativo) agora é feita por chapa de 25 (membros), o que possibilita uma grande discussão de questões maiores e algumas vezes até menores do clube”, continuou o candidato.

Waldemar aproveitou o encontro para recordar histórias inerentes ao seu período no comando do Corinthians e da Democracia Corinthiana. Marlene, por sua vez, cutucou o candidato da situação, Andrés Sanchez, em razão do corte de Maria de Lourdes Jacob Mattavo, que havia sido anunciada vice da chapa.

Já apoiei o Andrés e ele me traiu. Agora, minha confiança está no Roque. Muita coisa precisa mudar no Corinthians”, bradou, antes de ser complementada por Citadini:

“O Andrés fez aquilo de colocar duas vices por conta de um movimento da nossa campanha, que hoje é formada por mais mulheres do que homens. Apenas isso. Mas ele não quer dar participação às mulheres.”

Leia outras declarações dadas no evento

Marlene Matheus:
Ninguém ama o Corinthians, querem se servir do Corinthians. O Citadini, conheço ele e as atitudes do Citadini são para o Corinthians, não para este nem aquele.

Waldemar Pires:
Eu fui presidente em uma época diferente, de lá para cá a gente vê como nós estamos no clube. Fiz uma carta curta, na esperança de despertar o que aconteceu na realidade. Não só essa eleição, mas em outras eleições, eu sempre fui oposição, porque eu sabia o estado que estava o clube, o que acontecia. E, infelizmente, continua uma situação muito preocupante. Entre os candidatos, eu tenho amizade praticamente com todos. Mas amizade é uma coisa e viver para o bem do clube é outra. Com a leitura do Roque (Citadini), tenho a impressão que ele é o melhor (...). Então, a gente está trabalhando para eleger quem, na minha opinião, é o melhor candidato.

Carta de Waldemar Pires em apoio a Citadini

Carta de Waldemar Pires em apoio a Citadini

Divulgação

Veja mais em: Eleições no Corinthians, Presidentes e Andrés Sanchez.

Veja Mais:

  • Corinthians já foi campeão da Taça BH em 2015

    Corinthians na Taça BH: guia do Meu Timão traz tudo o que você precisa saber sobre o torneio Sub-17

    ver detalhes
  • Douglas já realizou exames médicos no Corinthians

    Douglas realiza exames no Corinthians e é aguardado no CT nesta terça-feira

    ver detalhes
  • Júnior Dutra deve assinar com o Fluminense até dezembro deste ano

    Corinthians libera Júnior Dutra para assinar com o Fluminense

    ver detalhes
  • Ralf entrou no segundo tempo do amistoso contra o Grêmio, na Arena Corinthians

    Com lesão leve, Ralf desfalca Corinthians por três jogos; postura do volante é elogiada

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes