Corinthians sufoca Millonarios, não é eficaz e perde na estreia de Loss

Corinthians Corinthians 0 x 1 Millonarios Millonarios

Libertadores 2018

Corinthians sufoca Millonarios, não é eficaz e perde na estreia de Loss

33 mil visualizações 712 comentários Comunicar erro

Rodriguinho lamenta oportunidade desperdiçada pelo ataque corinthiano

Rodriguinho lamenta oportunidade desperdiçada pelo ataque corinthiano

Reprodução/FOX Sports

Tudo levava a crer que o Corinthians conquistaria uma vitória tranquila na noite desta quinta-feira. Não foi bem assim que a história aconteceu... Mesmo criando inúmeras oportunidades de gol, o Timão foi derrotado pelo Millonarios, da Colômbia, em plena Arena Corinthians pelo placar de 1 a 0. O duelo foi válido pela sexta rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América.

Com o revés, o atual campeão brasileiro encerra participação na fase inicial da competição sul-americana com dez pontos, marca suficiente para lhe render a liderança – Independiente da Argentina, também com dez, avança como segundo colocado pelo critério de desempate. O sorteio inerente aos confrontos das oitavas de final acontece no próximo dia 4 de junho.

Leia também:
Corinthians fecha primeira fase com três piores públicos e rendas da Libertadores na Arena
Gil, Arana, Malcom...veja fotos dos jogadores que acompanharam o Corinthians nesta quinta na Arena

O último teste do Timão antes do mata-mata da Libertadores marcou a estreia do técnico Osmar Loss. Ele fora escolhido pelo presidente Andrés Sanchez para suceder Fábio Carille, que havia aceitado proposta para treinar o Al-Wehda, da Arábia Saudita. Multicampeão na base corinthiana, Loss era um dos auxiliares de Fábio.

O goleiro Cássio e o lateral-direito Fagner, integrados à Seleção Brasileira, desfalcavam o Corinthians mais uma vez em 2018. Assim como o volante Ralf e o meia-atacante Clayson, também titulares e em tratamento no departamento médico do clube.

Dessa forma, o treinador nascido em Passo Fundo-RS mandou a campo força máxima: Walter, Mantuan, Balbuena (capitão), Henrique e Sidcley; Gabriel e Maycon; Romero, Jadson, Rodriguinho e Pedrinho.

Escalação Corinthians Millonarios


Meu Timão

O Millonarios, que necessitava dos três pontos para sonhar com uma vaga nas oitavas, encarou o Timão com a seguinte escalação: Faríñez; Rivas, Anier Figueroa, Jair Palacios e Belanguero; Matías de los Santos, Jader Valencia, Rojas, Juan Salazar e Jhon Duque; Ayron del Valle.

O próximo desafio do Corinthians está marcado para domingo. No Beira-Rio, Loss & Cia. encaram o Internacional, às 16h, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. O Timão tem 11 pontos e ocupa a terceira colocação, enquanto os gaúchos somam oito e aparecem na décima posição.

O jogo

Ainda que já comandado por Osmar Loss, o Corinthians seguiu à risca a cartilha de Fábio Carille nos primeiros minutos de jogo: linha defensiva bem postada, velocidade na transição entre setores e ataque em blocos.

Foi dessa forma que o Timão por pouco não abriu o placar aos 20 minutos, quando Pedrinho se desvencilhou da marcação e achou Rodriguinho dentro da área. O camisa 26 dominou, tirou o defensor para dançar e bateu de canhota, exigindo defesa à queima-roupa do goleiro Faríñez.

Sidcley foi um dos destaques do Corinthians diante do Millonarios

Sidcley foi um dos destaques do Corinthians diante do Millonarios

Reprodução/FOX Sports

A equipe de Loss apostava a maior parte de suas fichas no lado esquerdo, sobretudo com Sidcley, que tinha liberdade para avançar e era pouco acionado defensivamente. Em uma das investidas, o ala corinthiano cortou para o meio e achou Jadson na entrada da área, mas o camisa 10 bateu de três dedos e viu a bola se perder pela linha de fundo.

O Corinthians foi superior ao Millonarios ao longo de toda a primeira etapa. Pedrinho, o “diferente”, partia para cima pela direita e dava trabalho aos defensores colombianos. O gol, contudo, não veio, e o time do Parque São Jorge, pela primeira vez sob o comando de Osmar Loss, teria de batalhar por ele no segundo tempo.

A partida ganharia ainda mais emoção na parte final. De um lado, o Corinthians, que buscava a vitória diante de seu torcedor e a liderança isolada do grupo 7; do outro, um Millonarios desesperado por um gol que poderia lhe dar passaporte rumo às oitavas de final.

Aos 17 minutos, Faríñez tratou de evitar novamente o primeiro dos corinthianos. O goleiro colombiano parou Rodriguinho e pararia também Jadson, que pegou rebote e arrematou rasteiro após cavadinha do camisa 26 defendida. O Timão de Osmar Loss pressionava os colombianos e fazia por merecer um gol. Só faltava combinar com o Millonarios...

Pouco depois de Loss chamar Mateus Vital para o lugar de Pedrinho, a equipe adversária, em uma rara descida ao ataque, abriu o placar: Carillo pegou a sobra fora da área, finalizou firme e encobriu o goleiro Walter, que nada pôde fazer para impedir o golaço colombiano.

O Timão, que já se mandava ao ataque antes do gol visitante, adotou postura super ofensiva nos dez minutos finais. Loss, por exemplo, sacou Jadson e Romero para as respectivas entradas de Júnior Dutra e Marquinhos Gabriel. Àquela altura, um simples empate já serviria de alento para os cerca de 30 mil corinthianos presentes em Itaquera.

Ainda assim, quis o destino que o Corinthians perdesse na primeira vez com Loss à beira do campo. Um Timão que demonstrou maturidade e desejo de vencer na Arena.

Polêmica: tava ou não tava, juizão?

Aos 40 minutos, Sidcley recebeu passe de Júnior Dutra e cruzou rasteiro para marcar. Mas o árbitro peruano Diego Haro viu impedimento para lá de questionável do lateral corinthiano. Confira abaixo a posição do camisa 16 em relação aos defensores colombianos:

Veja mais em: Crônica, Libertadores da América, Fábio Carille e Osmar Loss.

Quem Atuou

Títulares

Reservas

Técnico

Árbitro

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes