Torneio Rio-São Paulo 2002

Titulos conquistados pelo Corinthians - Torneio Rio-São Paulo 2002
Equipe campeão do Torneio Rio-São Paulo 2002

O último torneio Rio-São Paulo aconteceu com a participação de 16 equipes e teve como vencedor o Corinthians, detentor de 5 títulos e o maior campeão da competição, ao lado dos rivais Santos e Palmeiras.

O que mais marcou aquele campeonato foi a ausência dos clubes cariocas entre os classificados para a fase de mata-mata, deixando clara a soberania paulista naquela edição.

Um torneio em que se deu a saída conturbada do atacante Luizão, que havia brigado com a diretoria e deixado um ar de desconfiança sobre a possibilidade de títulos, mas foi muito diferente, o Corinthians foi o clube mais regular daquela competição e se sagrou campeão mesmo com tantas mudanças.

O Timão se classificou em primeiro no geral e na semifinal e enfrentou o São Caetano, clube que vivia a melhor época de sua história.

O time do Corinthians, comandado pelo técnico Parreira, empatou a primeira partida contra o Azulão em 1x1, gol de Ricardinho, pelo futebol apresentado na partida foi lucro, já que o time não foi muito bem naquele jogo.  

Para o jogo de volta, o Corinthians teria de ser mais agressivo, já que a regra do torneio não dava vantagem ao melhor classificado em caso de empate, mas sim, definia o quem seguiria na competição pelo número de cartões amarelos e vermelhos.

A partida começou com o Coringão apático e logo ficou em desvantagem. No segundo tempo o Corinthians, como de costume, fez história mais uma vez, consegue uma virada espetacular e maiúscula, com dois gols de Leandro e um de Rogério, o placar fica em 3x1 e não deixa dúvidas sobre quem era o melhor time em campo.

Na final, o Corinthians enfrentaria o São Paulo, que havia eliminado o Palmeiras na outra semifinal.

Na partida decisiva o Corinthians, como sempre, começou perdendo, jogando mal quase todo o primeiro tempo, saiu atrás no marcador. Já no segundo tempo, o Coringão mostrou a que veio e conseguiu marcar 3 gols, sendo um deles de Gil com direito a drible da vaca. O placar terminou em 3x2 para o clube alvinegro, que levava a vantagem do empate para os 90 minutos finais.

Como o regulamento rezava que seria campeão aquele que tivesse menos cartões amarelos e vermelhos, o jogo foi um verdadeiro drama.

A partida decisiva teve a cara do Corinthians, foi sofrida e decidida nos minutos finais.

O Timão começou perdendo, não jogava um bom futebol e ainda tinha mais cartões que o rival, o que não nos daria o título. O São Paulo conseguiu anular os principais jogadores alvinegros e controlava a partida, saindo na frente no placar.

No decorrer do jogo, ambas as equipes não conseguiam furar a meta adversária, mas o São Paulo, que viu o Corinthians voltar a apresentar a postura tática e o toque de bola que caracterizaram seu estilo de jogo no torneio, se desesperou e tomou dois cartões, assim, mesmo sendo derrotado o Corinthians seria campeão por critério. Mas foi então que o inesperado aconteceu, Rogério, o herói daquela partida, bateu uma falta perfeita e marcou o gol de empate e do título alvinegro.

O resultado do torneio foi expressão da realidade, o time melhor e mais regular na competição levantou a taça sobre seu maior freguês lançando-o na crise. Então, o Corinthians não só se sagrou campeão, como se alçou ao topo dos maiores campeões da competição com 5 conquistas.

Comentários

  • 1000 caracteres restantes