2001 - Corinthians 2x1 Santos

2001 - Corinthians 2x1 Santos
Ricardinho protagonizou um momento inesquecível para o torcedor corinthiano
Morumbi
,
Escudo do Santos Santos
1 x 2
Corinthians Escudo do Corinthians

Ficha Técnica

Jogo: Gol nos acréscimos

Placar: Santos 1 x 2 Corinthians

Data: 13.mai.2001

Estádio: Cícero Pompeu de Toledo (Morumbi)

Campeonato: Paulista

Público: 54.637 pagantes

Escalação: Mauricio; Rogério, João Carlos, Fábio Luciano e Kleber (Andrezinho); Otacílio (Marcos Sena), André Luís, Ricardinho e Marcelinho; Ewerthon e Paulo Nunes (Gil). Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Ídolos que jogaram

Na semifinal do Campeonato Paulista de 2001, faltando menos de um minuto para o fim do jogo, o Corinthians balançou as redes e impôs uma virada inesquecível sobre o Santos.

O Timão vivia uma recuperação importante no Paulista. Foram sete vitórias seguidas, que o levou das últimas colocações para a classificação para as fases finais. O primeiro confronto da semifinal, no dia 6 de maio daquele ano, terminou empatado por 1 a 1. O gol corinthiano foi de Ewerthon. No estádio do Morumbi, estiveram presentes 65.739 pagantes.

A escalação do Corinthians teve Maurício, Índio, João Carlos, Fábio Luciano, André Luiz, Rogério, Otacílio, Ricardinho, Marcelinho, Ewerthon e Gil. As mudanças de Vanderlei Luxemburgo foram Kléber, Paulo Nunes e Marcos Senna nas vagas de Índio, Gil e Otacílio.

No dia 13 de maio, aconteceu o segundo duelo, também no estádio do Morumbi. Logo no começo, o Santos teve um pênalti chutado na trave. Na sequência, um pênalti para o Timão foi desperdiçado da mesma forma. O adversário abriu o placar aos 34 minutos. Mas na jogada seguinte, aos 35, Marcelinho empatou. O primeiro tempo terminou em 1 a 1.

A segunda etapa virou uma partida de apenas um time. Como o empate classificaria o Santos, o Corinthians passou o segundo tempo atacando, mas desperdiçou alguns gols. Com isso, a torcida adversária estava em festa, comemorando a classificação para a final do Paulistão contra o Botafogo-SP. No entanto, algo inesperado ainda aconteceria.

O juiz deu três minutos de acréscimo e, quando o cronômetro marcava 47:45, veio a última jogada de ataque. A bola foi de pé em pé até chegar em Gil na ponta esquerda. Ele dominou e, num espaço mínimo, deu um drible desconcertante no zagueiro André Luiz, cruzou a bola para a entrada da área, onde estava Marcelinho.

Marcelinho, então, deixou a bola passar para Ricardinho, que fez um milagre. Gol do Corinthians, diante de 54.637 pagantes. O tento ocasionou a virada e a consequente classificação para a final do torneio, que terminou com mais um título para o Timão.

Naquela tarde, a escalação teve Maurício, Rogério, João Carlos, Fábio Luciano, Kléber, Otacílio, André Luiz, Ricardinho, Marcelinho, Ewerthon e Paulo Nunes. Depois, entraram Gil, Marcos Senna e Andrezinho nos lugares de Paulo Nunes, Otacílio e Kléber, respectivamente.

Comentários

x