1983 - Corinthians 1x1 São Paulo

1983 - Corinthians 1x1 São Paulo
Jogadores comemoram o gol do primeiro jogo da final de 1983
Morumbi
,
Escudo do São Paulo São Paulo
1 x 1
Corinthians Escudo do Corinthians

Ficha Técnica

Placar: Corinthians 1 x 1 São Paulo

Data: 14.dez.1983

Estádio: Cícero Pompeu de Toledo (Morumbi)

Campeonato: Paulista

Público: 88.085 pagantes

Escalação: Leão; Alfinete, Mauro, Juninho e Wladimir; Paulinho, Sócrates e Zenon; Biro-Biro, Casagrande (Wagner) e Eduardo.

Técnico: Jorge Vieira
 

Em 1982, o São Paulo era considerado o favorito na final do Campeonato Paulista contra o Corinthians. Após a vitória alvinegra, a disputa foi vista como mais equilibrada em 1983. Na época, o Timão tinha um fator muito forte no extracampo, a Democracia Corinthiana. O esquema de trabalho era o mesmo do ano anterior, onde todos do clube tinham o mesmo poder de decisão através de voto direto.

O Corinthians se reforçou para a disputa do bicampeonato e, ainda, manteve a base de 1982. Na semifinal, despachou o arquirrival pelo Palmeiras. No primeiro jogo das finais, venceu o São Paulo por 1 a 0. No dia 11 de dezembro de 1983, Sócrates foi o autor do único gol da partida.  Assim como no ano anterior, o Timão conseguiu chegar no segundo duelo com a vantagem do empate para ficar com a taça.

No dia 14 de dezembro, o confronto decisivo começou com as duas equipes buscando o ataque e criando várias jogadas ofensivas no estádio do Morumbi. Ainda no primeiro tempo, o São Paulo fez um tento, mas o bandeirinha anulou por condição de impedimento. A segunda etapa, então, seguiu da mesma forma, tendo lances de perigo para os dois lados.

Quanto mais o tempo passava, mais o jogo ficava nervoso. Aos 46 minutos, Zenon fez uma boa jogada na entrada área e, inteligentemente, tocou de calcanhar para Sócrates, que estava entrando na área. O Doutor dominou e mandou a bola para o fundo do gol.

A torcida invadiu o gramado para comemorar o bicampeonato, mas a polícia tirou os torcedores do campo e o árbitro continuou com o duelo. Aos 48 minutos, o São Paulo conseguiu o empate. No entanto, quase ninguém no estádio viu o tento. Naquele momento, os apoiadores do Corinthians só pensavam em fazer a festa.

Com o placar agregado de 2 a 1, o Timão foi bicampeão do Campeonato Paulista, diante de mais de 88 mil pagantes. Os titulares no bi da Democracia Corinthiana foram Leão; Alfinete, Mauro, Juninho e Wladimir; Paulinho, Sócrates e Zenon; Biro-Biro, Casagrande e Eduardo. Depois, o técnico Jorge Vieira substituiu Casagrande por Wágner.

Comentários

x