2003 - Corinthians 3x2 São Paulo

2003 - Corinthians 3x2 São Paulo
Jorge Wágner marcou dois gols pelo Corinthians na decisão
Morumbi
,
Escudo do São Paulo São Paulo
2 x 3
Corinthians Escudo do Corinthians

Ficha Técnica

Placar: Corinthians 3 x 2 São Paulo

Data: 22.mar.2003

Estádio: Cícero Pompeu de Toledo (Morumbi)

Campeonato: Paulista

Público: 71.736 pagantes

Escalação: Doni; Rogério, Fabio Luciano, Anderson e Kleber; Fabinho, Vampeta, Jorge Wagner (Renato) e Fumagalli (Roger); Liédson e Gil.

Técnico: Geninho

Ídolos que jogaram

O Corinthians foi campeão do Campeonato Paulista de 2003 batendo o Palmeiras na semifinal e o São Paulo na final. Na primeira partida da decisão, disputada no Morumbi em 16 de março, o Timão ganhou 3 a 2 com gols de Rogério, Fábio Luciano e Gil.

Na segunda final, no dia 22 de março daquele ano, o São Paulo entrou no estádio do Morumbi precisando da vitória e partiu para cima do Corinthians nos minutos iniciais, levando um pouco de perigo ao goleiro Doni. Contudo, após uma bela jogada de Gil, Liédson recebeu a bola entre os zagueiros, girou e bateu para marcar pelo Timão.

Aos 47 minutos do primeiro tempo, Jorge Wágner fez o segundo tento do Corinthians após jogada de Liédson na ponta direita. Na segunda etapa, o São Paulo estava mais disposto a atacar e conseguiu diminuir a vantagem com apenas três minutos. A partir daí, Doni passou a segurar o ataque adversário ao fazer grandes defesas.

O São Paulo ainda fez outro e empatou o jogo. O Timão voltou criar oportunidades e assumiu o comando do duelo. Várias chances foram criadas e perdidas. Aos 43 minutos, após bola alçada na área, Jorge Wágner fez o segundo gol dele e o terceiro do Corinthians, deixando título nas mãos da equipe do Parque São Jorge.

Ao ganhar os confrontos de ida e volta pelo mesmo placar de 3 a 2, o Timão garantiu mais uma taça do torneio. Quase 72 mil pagantes assistiram ao embate final no estádio. Naquele dia, os torcedores viram o Corinthians, de Geninho, escalado com Doni: Rogério, Fábio Luciano, Anderson e Kléber; Fabinho, Vampeta e Jorge Wágner; Fumagalli, Liédson e Gil. Depois, entraram Roger e Renato nas vagas de Fumagalli e Jorge Wágner, respectivamente.

Comentários

x