2012 - Corinthians 1×0 Chelsea

2012 - Corinthians 1×0 Chelsea
O Corinthians conquistou o mundo pela segunda vez em 2012
Estádio Internacional de Yokohama
,
Corinthians Escudo do Corinthians
1 x 0
Chelsea Escudo do Chelsea

Ficha Técnica

Placar: Corinthians 1 x 0 Chelsea

Data: 16.dez.2012

Estádio: Internacional de Yokohama

Campeonato: Mundial de Clubes da Fifa

Público: 68.275 pagantes

Escalação: Cássio; Alessandro, Chicão, Paulo André e Fábio Santos; Paulinho, Ralf e Danilo; Jorge Henrique, Emerson Sheik e Guerrero. 

Técnico: Tite

 

Após 12 anos da conquista do primeiro Mundial de Clubes da FIFA, o Corinthians esteve mais uma vez diante da possibilidade de se sagrar campeão do torneio. Muitos eventos aconteceram até ali, como grandes conquistas e alguns fracassos, mas sempre com o apoio da torcida.

Poucas coisas mudaram menos que a Fiel que, apesar do tempo, continuava apaixonada. Assim, foi capaz de promover uma verdadeira invasão de alvinegros no Japão. Tiveram pessoas que venderam o carro para assistir ao Timão de perto, outras que pediram demissão ou que usaram o que tinham para viajar, entre tantas outras histórias de amor infinito. Tudo isso porque sabiam que nada era mais importante do que estar ali.

Diante do Corinthians, havia o Chelsea. O time inglês, de elenco milionário, era tido como favorito, apesar da incontestável campanha que havia levado o Timão até ali. Dessa forma, torcedores e jogadores sabiam que teriam de lutar contra fatores que estavam além do campo, como a diferença entre o futebol europeu com o restante do mundo e o capital de um clube que podia completar o elenco conforme desejasse.

Em contrapartida, não faltava vontade da Fiel e dos atletas para levarem aquela taça para o Parque São Jorge e, com isso, coroar a campanha e o trabalho de um grupo com nomes que ajudaram o Corinthians a sair do pior momento da sua história para o melhor. 

Quando o duelo começou, no Japão, o que se via era uma massa alvinegra invadindo o estádio. Estes, lembravam aos 11 que estavam em campo o que eles representavam. Tite, então, escalou um Timão mais tático do que nunca e trouxe mudanças para explorar os pontos fracos do Chelsea.

No dia 16 de dezembro, o técnico escalou Cássio; Alessandro, Chicão, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Paulinho e Danilo; Jorge Henrique, Émerson Sheik e Guerrero. Depois, entraram Martínez e Wallace nas vagas de Guerrero e Émerson Sheik, respectivamente.

No primeiro tempo, o Corinthians criou algumas chances, mas o Chelsea fez isso mais vezes. O goleiro Cássio foi bastante exigido e conseguiu boas defesas. A primeira etapa acabou sem gols. No entanto, o Timão voltou do vestiário com as forças renovadas. Aos 23 minutos, Paulinho apareceu como o elemento surpresa que Tite havia previsto, tocou para Danilo, que entregou para Guerrero marcar o tento do jogo de cabeça.

Depois disso, o Corinthians manteve o equilíbrio em campo. Ademais, nas vezes em que o Chelsea conseguiu criar algum perigo, Cássio fez sua parte de forma brilhante. Antes do apito final, a equipe alvinegra ainda sofreu um gol que foi corretamente anulado. Para piorar a situação do rival, ele acabou tendo Cahill expulso.

Naquele momento, a Fiel percebeu que não tinha como o título escapar mais. Foi assim que o Timão foi bicampeão do Mundial de Clubes, vencendo por 1 a 0 e calando a boca de tantos que duvidavam. Na celebração, os jogadores se abraçaram no meio do campo. Enquanto isso, a Fiel cantava no Estádio Internacional de Yokohama, que contou com mais de 68 mil pagantes. Mais uma vez, o mundo foi do Corinthians.

Comentários

x