Fluminense x Corinthians

Pelo Campeonato Brasileiro, o Corinthians vai perdendo do Fluminense

Acompanhe ao vivo

1976 - Fluminense 1x1 Corinthians

1976 - Fluminense 1x1 Corinthians
O elenco do Corinthians com a torcida ao fundo
Maracanã
,
Escudo do Fluminense Fluminense
1 x 1
Corinthians Escudo do Corinthians

Ficha Técnica

Placar: Fluminense 1 x 1 Corinthians

Data: 05.dez.1976

Estádio: Mário Filho (Maracanã)

Campeonato: Brasileiro

Público: 146.043 pagantes

Escalação: Tobias; Zé Maria, Moisés, Zé Eduardo e Wladimir; Givanildo (Basílio), Ruço e Neca; Vaguinho, Geraldão (Lance) e Romeu.

Técnico: Duque

No dia 5 de dezembro de 1976, o Rio de Janeiro presenciou uma demonstração de amor histórica. O jogo entre Corinthians e Fluminense pela semifinal do Campeonato Brasileiro de 1976 ficou eternizado por ter promovido o maior deslocamento humano em tempos de paz e o maior deslocamento humano em função de um evento esportivo.

O Fluminense foi para a partida sendo considerado o favorito, já que tinha no seu elenco jogadores como Carlos Alberto Torres e Rivelino. Na época, era chamado de “máquina tricolor”. O que ninguém esperava, porém, é que a torcida do Timão fosse invadir o Rio de Janeiro para assistir ao jogo e que um dilúvio desabaria sobre o estádio do Maracanã.

O duelo aconteceu num domingo, mas começaram a chegar torcedores do Corinthians já no sábado. Estes, foram pouco a pouco, invadindo o Rio de Janeiro e colocando bandeiras do Timão em todos os lugares possíveis.

No dia do confronto, milhares de ônibus e carros com torcedores do Corinthians chegavam sem parar ao Rio de Janeiro e, quando os cariocas se deram conta, haviam bandeiras do Timão penduradas por toda a cidade. Inclusive, nas portas de hotéis e nas principais praias da cidade. Foi uma verdadeira festa dos torcedores alvinegros.

Quando chegou a hora da disputa, o Maracanã, com cerca de 70 mil torcedores do Corinthians, ficou com ares de Pacaembu. Jogadores das duas equipes se assustaram ao ver o número de torcedores do Timão nas arquibancadas. O episódio ficou conhecido como "Invasão Corinthiana" e, até hoje, é lembrado com orgulho pelo clube.

Alguns jogadores do Fluminense, aliás, não acreditaram no que viram. Por outro lado, os do Timão foram recebidos como se o duelo fosse em casa. No entanto, o Fluminense  abriu o placar. Os adversários fizeram 1 a 0 aos 18 minutos.

Naquele momento, a torcida do Timão passou a gritar e a incentivar ainda mais. Logo depois, o plantel corinthiano chegou ao empate. Com 30 minutos, Ruço marcou um golaço de meia bicicleta. Na segunda etapa, caiu uma chuva muito forte, prejudicando a partida. Assim, tudo terminou empatado e a decisão foi para os pênaltis.

Nas penalidades, a estrela do goleiro Tobias brilhou mais forte. Ele pegou as cobranças de Rodrigues Neto (duas vezes) e Carlos Alberto Torres. Coube a Zé Maria bater o último pênalti e levar o Corinthians ao triunfo por 4 a 1. Dessa forma, fez os mais de 70 mil torcedores do Timão, que foram ao Maracanã ver o confronto, explodirem de alegria.

Além de Zé Maria, os outros batedores certeiros foram Neca, Ruço e Moisés. A escalação inicial do técnico Duque teve Tobias; Zé Maria, Moisés, Zé Eduardo e Wladimir; Givanildo, Ruço e Neca; Vaguinho, Geraldão e Romeu. Depois, entraram Basílio e Lance nos lugares de Givanildo e Geraldão, respectivamente.

Comentários

x