1999 - Corinthians 0x0 Atlético-MG

1999 - Corinthians 0x0 Atlético-MG
Sob forte chuva, o Corinthians só empatou no último jogo, mas foi o bastante para confirmar o título consecutivo
Morumbi
,
Corinthians Escudo do Corinthians
0 x 0
Atlético-MG Escudo do Atlético-MG

Ficha Técnica

Jogo: Campeão Brasileiro 1999

Placar: Corinthians 0 x 0 Atlético - MG

Data: 22.dez.1999

Estádio: Cícero Pompeu de Toledo (Morumbi)

Campeonato: Brasileiro

Público: 57.000

Escalação: Dida; Índio, Márcio Costa, João Carlos e Kleber; Gilmar (Edu), Rincón, Vampeta (Marcos Senna) e Ricardinho; Edílson e Marcelinho (Dinei).

Técnico: Oswaldo de Oliveira

Após liderar todo campeonato e vantagem nas partidas finais o Corinthians só precisou “cozinhar o galo” nesse jogo pra conquistar o tri.

O Corinthians que vinha embalado pelo título de 1998 queria o título novamente em 1999.

Na primeira partida, em BH, o Atlético saiu na frente e fez 2x0, o Corinthians diminuiu num golaço de fora da área de Vampeta, mas o Atlético novamente marcou, fazendo 3x1 ainda no primeiro tempo. No segundo tempo Luizão diminuiu a diferença e a partida terminou Atlético 3 x 2 Corinthians.

Segunda partida, em São Paulo, o Corinthians fez 2 x 0. Dois gols de Luizão. Essa vitória deixou o Corinthians precisando apenas de um empate na terceira e decisiva partida.

Esse jogo foi marcado por uma confusão gigantesca extra-campo. Como era antevéspera do Natal o prefeito de São Paulo (Celso Pitta), não queria que a partida fosse disputada a tarde, horário que já estava marcado, pra cidade não sofrer com enorme congestionamento. A confusão em relação ao horário se estendeu até a manhã do jogo, que a pedido do prefeito acabou sendo disputada a noite.

Dentro de campo, com a bola rolando, o time do Corinthians tomou todas as iniciativas da partida, atacando desde o começo do jogo. Mas sentindo muita falta do centroavante Luizão, que tinha sido expulso na partida anterior e não pode entrar em campo nessa terceira e decisiva das finais.

O time do Atlético por sua vez atacava menos, mas com grande perigo, principalmente quando a bola sobrava pra Guilherme, que era o artilheiro do campeonato.

O jogo foi nervoso, as duas equipes atacando e perdendo gols e no final da partida, debaixo de uma chuva muito forte, o Atlético tentava de qualquer maneira um gol e o Corinthians, demonstrando a velha garra e espírito de sempre conseguiu se segurar e garantiu o empate em 0x0 e levando pela terceira vez a taça de campeão brasileiro para o Parque São Jorge.

Comentários

  • 1000 caracteres restantes