1957 - Corinthians 3x3 Santos

1957 - Corinthians 3x3 Santos
Elenco corinthiano que conquistou, em 1957, a Taça dos Invictos
Pacaembu
,
Corinthians Escudo do Corinthians
3 x 3
Santos Escudo do Santos

Ficha Técnica

Placar: Corinthians 3 x 3 Santos

Data: 03.nov.1957

Estádio: Pacaembu

Campeonato: Paulista

Escalação: Gilmar; Olavo e Oreco; Paulo, Walmir e Goiano; Claudio, Luizinho, Índio, Rafael e Boquita.

Técnico: Oswaldo Brandão

Antes do dia 3 de novembro de 1957, os quatro clubes grandes do estado de São Paulo já haviam conquistado a Taça dos Invictos, de maneira transitória, uma vez cada. Naquela data, então, o Corinthians teve a chance de chegar em 25 partidas sem perder e ficar com o troféu em definitivo. Foi exatamente isso que aconteceu no empate por 3 a 3 com o Santos.

O Timão começou fazendo 1 a 0, logo aos 15 minutos, com gol de Boquita. Mas o Santos empatou aos 16 e, aos 19, marcou o segundo, virando o jogo. Na sequência, Goiano fez o tento do empate corinthiano. As equipes foram para o intervalo após um primeiro tempo difícil. O Corinthians queria ficar com a Taça dos Invictos em definitivo e a equipe do Santos tentava, a todo custo, não deixar que a conquista fosse para o time do Parque São Jorge.

A Taça dos Invictos era oferecida pelo jornal A Gazeta Esportiva e, na época, era uma verdadeira obsessão dos times de São Paulo. Na segunda etapa, o Santos voltou a ficar na frente com apenas cinco minutos. Assim como no segundo, o autor do gol santista foi Pelé.

O placar de 3 a 2 para o Santos se arrastou até os 44 minutos do segundo tempo, quando Paulo, que era centroavante, mas nessa partida jogava pelo lado direito do meio de campo, anotou o terceiro e último tento do Timão. Ele empatou o duelo e fez estremecer o Pacaembu com o triunfo tão cobiçado da Taça dos Invictos.

O Corinthians ficou mais dez jogos sem perder no Campeonato Paulista e aumentou de 25 para 35 o número de confrontos invictos. Na ocasião, os titulares de Oswaldo Brandão foram Gilmar; Olavo e Oreco; Paulo, Walmir e Goiano; Cláudio, Luizinho, Índio, Rafael e Boquita. 

Comentários

x